Streaming está matando a pirataria no Brasil

É o que comprova estudo realizado pela Opinion Box

As empresas de streaming estão conseguindo fazer algo que a indústria do entretenimento não foi capaz mesmo após anos de disputas judiciais: diminuir o consumo de conteúdo pirateado. é o que comprova um estudo divulgado na última semana, segundo o qual o hábito de baixar conteúdo ilegal é 31% menor entre os brasileiros que consomem músicas via streaming.

A pesquisa foi realizada pela Opinion Box a pedido do Comitê de Desenvolvimento da Música Digital, entidade nacional que reúne Deezer , Google Play Music, Napster, Rdio e Spotify. O instituto ouviu 1.112 adultos (609 homens e 503 mulheres), de todos os estados brasileiros, para chegar aos resultados.

“O streaming é uma forma de tirar o ouvinte da prática do download ilegal e o inserir num sistema pago e legal de música”, comenta Leo Morel, pesquisador do mercado brasileiro de música e professor de Cultura e Novas Mídias da FGV-Rio.

Mesmo com tamanho potencial, o formato é um dos menos populares entre os brasileiros, ficando à frente apenas do vinil como plataforma mais usada para ouvir músicas. Em primeiro lugar aparece o rádio, preferido por 76,4% dos brasileiros.

Depois vêm serviços de vídeo online, como YouTube (73,7%), MP3 (72,8%), CD (60,1%) e até a TV (48,2%). O streaming foi apontado por apenas 28,2%, enquanto o vinil ficou com 8,2%.

A Opinion descobriu, entretanto, que o conhecimento dos consumidores sobre o formato aumentou no Brasil, já que 56,5% dos entrevistados dizem saber do que se trata. Desses, 40,9% usam todos os dias e outros 40,6% acessam ao menos uma vez por semana.

As informações são do PavaBlog.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!