Dado Villa Lobos comenta projeto do Legião Urbana

Guitarrista ainda pediu "impeachment de Temer"

Dado Villa Lobos tocou no festival João Rock, no último sábado (18,) com o baterista Marcelo Bonfá e o vocalista André Frateschi, levando a Ribeirão Preto (SP) a turnê comemorativa dos 30 anos do primeiro álbum do Legião Urbana. Acontecendo desde 2015, os shows de celebração acabam este ano, segundo o guitarrista.

“Não [vamos continuar com relançamentos e turnês comemorativos do Legião Urbana], senão eu não paro mais!”, disse Villa Lobos em entrevista à Rolling Stone Brasil, nos camarins do João Rock. “O plano é encerrar agora no fim do ano e talvez fazer no ano que vem esporadicamente. ”

Ele também comparou a experiência de tocar as músicas da banda atualmente e há 30 anos. “Hoje sou mais seguro, estou entendendo mais aquilo tudo, o que essas músicas representam para mim e para o público”, disse ele. “Essas canções transformam pessoas. Eu fui transformado pela música, quando tinha 10, 15 anos de idade. Então, hoje, sei o valor que isso tem.”

No fim da conversa, ele também deu as opiniões sobre o momento político do País. “Quero que haja uma mudança de modelo completa, uma transformação no Brasil”, disse. “Sou a favor do impeachment do Temer, de tirar todo mundo. Não sei como e nem se estamos preparados para isso. Mas é um dia após o outro. ”

As informações são da Rolling Stone. 

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!