Steel Panther lança o pedal de distorção The Butthole Burner

A banda de hard rock Steel Panther anunciou o lançamento de um novo pedal de guitarra, de distorção, chamado The Butthole Burner.
Foto: divulgação

O Steel Panther anunciou o lançamento de um novo pedal de guitarra – mais uma vez, com nome obsceno e comunicado bem-humorado. O produto, chamado The Butthole Burner (algo como ‘Queimador de ânus’, em tradução livre para o português), apresenta efeito de distorção.

Fabricado nos Estados Unidos, o Butthole Burner traz o mesmo circuto de outro pedal lançado pelo Steel Panther, o delay Pussy Melter (algo como ‘Derretedor de vagina’ em português), lançado em 2018 em parceria com a TC Electronic. O novo produto deve chegar às lojas no meio deste ano, com o preço de US$ 200 nos Estados Unidos (cerca de R$ 1.045, na cotação atual e transação direta), sem previsão para o varejo brasileiro.

Em comunicado, o Steel Panther declarou, em tom de brincadeira, que ofereceu formas de pagamento a prazo, em até 4 meses sem juros, porque todos foram afetados pela pandemia do novo coronavírus – até a banda, que precisou “parar com as festas porque a atividade de traficantes não foi considerada como essencial pelo governo”. Consumidores que já tiverem comprado pedais anteriores da banda receberão, ainda, 10% de desconto e podem ganhar alguns presentes, como a semente “Penis Chili Pepper”, que permite criar pimentas em casa.

O Butthole Burner está em pré-venda em um hotsite específico. Assista, abaixo, a um vídeo que apresenta o pedal:

Steel Panther e a polêmica com o Pussy Melter

Em 2018, o pedal Pussy Melter causou polêmica nas redes sociais. A TC Electronic chegou a suspender sua venda após uma publicação feita pela banda Braids, com críticas ao nome considerado “sexista” do produto, viralizar nas redes sociais.

Em comunicado, a empresa afirmou à época que “ficou claro que várias pessoas se ofenderam com o título e a descrição do pedal delay TonePrint criado com o guitarrista Satchel”. “O Steel Panther é uma banda de comédia que toca glam metal, conhecida por suas letras profanas e humorísticas, assim como suas personas exageradas. Nunca foi a nossa intenção ofender alguém, mas apenas oferecer aos fãs os equipamentos que Satchel usa. Reconhecemos que o material foi inapropriado e removemos o TonePrint do aplicativo, além de tirá-lo do nosso site em breve. Pedimos sinceras desculpas”, disse.

Já o guitarrista Satchel disse, pelas redes sociais, que o nome seria modificado para uma opção “politicamente correta”. No entanto, a declaração foi encarada como brincadeira, já que o suposto novo nome era tão polêmico quanto o primeiro – e seria, justamente, “Butthole Burner”, que está sendo lançado agora, em 2020, pela banda.

“Estou trabalhando em hora extra com a TC Electronic para relançar o ‘Pussy Melter’ sob o nome menos ofensivo e mais politicamente correto de ‘Butthole Burner’ (‘Queimador de C’, em tradução livre para o português). Não se preocupem – ele ainda irá derreter suas bcetas, damas”, afirmou na ocasião.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!