Por que tablaturas de guitarra não fazem sentido, segundo Steve Lukather

Steve Lukather (Toto) é um dos guitarristas mais respeitados da música e tocou com artistas que vão de Michael Jackson a Ringo Starr. Por isso, há um peso quando ele diz que, em sua opinião, tablaturas não fazem sentido.
Foto: divulgação

Steve Lukather é, certamente, um dos guitarristas mais respeitados do rock. O músico não apenas fez sucesso com o Toto, como, também, tocou com artistas que vão de Michael Jackson a Ringo Starr, entre vários outros. Por isso, há um peso quando ele diz que, em sua opinião, tablaturas não fazem sentido.

Em entrevista ao Ultimate-Guitar – curiosamente, um site de tablaturas -, Lukather opinou sobre o uso da clássica forma de notação musical, que indica, de modo mais direto, onde o guitarrista deve posicionar seus dedos no braço para aprender a tocar uma composição. Para ele, músicos deveriam se dedicar a ler partituras logo de uma vez.

Tablaturas e ‘Guitar Hero

“Tablaturas não fazem sentido para mim. Por que aprender a ler isso se você pode aprender a ler partituras? Eu comparo tablaturas e partituras da mesma forma que comparo tocar guitarra de verdade com jogar o game ‘Guitar Hero’. Se você gasta todo aquele tempo para aprender o jogo, por que não aprender a guitarra de verdade?”, disse Steve Lukather.

Apesar disso, o guitarrista destacou que não julga quem usa tablaturas para aprender a tocar o instrumento. “Muitas pessoas vivem disso, até mesmo em Nashville. Claro, é mais fácil para mudar de tom, mas é uma chatice quando você tem acordes alterados”, afirmou.

Teoria musical tira o feeling? Steve Lukather responde

Ainda durante o bate-papo, o entrevistador Justin Beckner disse que muitos guitarristas dizem por aí que aprender teoria musical “tira o feeling” na hora de compor. “Isso é bobagem”, respondeu Steve. “A teoria me ajudou muito, especialmente no passado, quando eu tinha que criar partes musicais em estúdio. Davam apenas um símbolo de acorde e o ritmo da melodia, daí você precisava criar algo fantástico ali no meio”, completou.

Lukather pontuou que todo tipo de guitarrista, do “shredder” àquele que “joga ao lado da música”, precisa conhecer teoria, desde os tons comuns, relativas maiores e menores, até as técnicas de improvisação. “Se você vai viajar para a França, é uma boa ideia aprender francês. É mais fácil você fazer algo do que passar horas tendo alguém te mostrando como fazer”, afirmou.

Por fim, o guitarrista pontuou: “A maior mentira que existe é que aprender a ler partitura ou saber teoria musical tira a alma de uma música. Por outro lado, eu ensinaria algo na guitarra ao meu irmão Edward Van Halen? Jeff Beck? Não. Meu filho toca guitarra de um jeito estranho porque não quis fazer aulas. […] Depois, ele me ouviu e começou a fazer aulas. Só falei para ele: ‘não vire um shredder, já tem muitos por aí’. Conhecimento é poder”.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!