Nita Strauss chegou a fingir ser sua própria empresária no início da carreira

"Eu enviava e-mails e minha empresária nunca estava disponível para falar ao telefone porque era eu", contou a guitarrista
Foto: divulgação

Hoje, Nita Strauss pode ser considerada uma das principais guitarristas do mundo. A artista tem um contrato signature com a Ibanez, faz parte da banda de Alice Cooper, tem o reconhecimento de diversas revistas especializadas e começa a trilhar uma boa carreira solo.

Para chegar à glória, Nita teve que ralar bastante. A americana tinha até que fingir ser sua própria empresária, no início de sua trajetória, para lidar com o fato de que não havia ninguém gerenciando sua carreira.

A revelação foi feita pela própria guitarrista em entrevista ao canal The Sessions Panel, com falas transcritas pelo Ultimate Guitar. Inicialmente, ela comentou que hoje sua carreira é gerenciada por seu namorado, Josh Villalta.

“Tenho muita sorte que Josh (Villalta), além de ser um namorado e baterista fantástico, seja um grande empresário. Ele tem gerenciado minha carreira desde 2015 e lida com uma grande parte dessa carga de trabalho, os detalhes de negócios”, disse.

Em seguida, ela fez a revelação: “Quando eu costumava fazer tudo sozinha, eu era minha própria falsa empresária. Eu enviava e-mails e minha empresária nunca estava disponível para falar ao telefone porque era eu. Aproveitaram muito de mim, então, é importante ter boas pessoas ao seu redor também”.

Nita Strauss e Ibanez

Enquanto refletia sobre suas conquistas, Nita Strauss destacou que foi a primeira mulher a ser contratada como artista da Ibanez. “Para minha guitarra signature, a Ibanez Jiva… fui uma artista Ibanez por 10 anos de 2008 a 2018. Em 2018, me tornei a primeira mulher a ser uma artista signature da Ibanez, o que foi uma grande honra”, afirmou.

A americana também reconheceu que outras mulheres entraram para o time da Ibanez com o passar dos anos – como a brasileira Lari Basilio, que lançou sua guitarra signature recentemente.

“Steve Vai, Joe Satriani, Paul Gilbert, todos esses nomes são artistas Ibanez. Então, ser a primeira mulher a fazer isso foi ótimo. Agora eles têm Yvette Young e Lari Basilio, duas artistas incríveis que também têm guitarras exclusivas. É bom ser a primeira, mas é muito melhor ser a primeira de muitas”, concluiu.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!