Nova biografia de Eric Clapton promete revelações

A obra do jornalista Chris Welch traz fotos, pôsteres e bilhetes de shows 

O guitarrista Eric Clapton revelou em miúdos sua própria história em 2007, quando lançou uma autobiografia. Nela, o músico britânico confessou seus dramas, vícios, relacionamentos e os bastidores da longa carreira, que tem mais de cinco décadas de trajetória.

O que um novo livro sobre ele pode acrescentar? O jornalista Chris Welch responde em Clapton – A História Oficial Definitiva, recém-lançado pela editora Lafonte. Em formato de almanaque, a obra de Welch destrincha toda a carreira do ‘Deus da Guitarra’.

Autor de canções marcantes como Layla, Tears in Heaven e Cocaine, além da participação em While My Guitar Gently Weeps (lançada no White Album, dos Beatles, autoria de George Harrison), Clapton formou e participou de várias bandas ao longo de sua história.

Pensando nesse forte legado do músico, Welch dividiu as 256 páginas do livro em 11 capítulos. Facilitando o entendimento dos fãs e leigos sobre as passagens de Clapton por bandas como The Yardbirds, Blues Breakers de John Mayall, Cream, Blind Faith, Plastic Ono Band, Bonnie & Delaney, Derek and the Dominos, além de participações nos eventos especiais: Concerto para Bangladesh, Last Waltz, Live Aid, Secret Policeman’s Other Ball, entre outros.

Riqueza

Guiado por fotos, imagens de suas guitarras, pôsteres e bilhetes de shows e outros itens raros, Welch produziu um material rico para os amantes do rock. Os dramas de Clapton, já retratados em sua autobiografia, também ganham destaque.

Welch apresenta momentos marcantes da vida pessoal do guitarrista na infância e na juventude, além de uma série de problemas e crises emaranhadas por vícios em álcool e drogas, durante um período de sua carreira.

A discografia do guitarrista é esmiuçada com imagens de todas as capas e os tracklists completos. Do primeiro álbum do Yardbirds até Clapton, de 2010, que trouxe o músico ao Brasil para uma série de shows em 2011. Os trabalhos mais relevantes ainda recebem comentários precisos de Welch.

Como se não bastasse o rico acervo fotográfico exposto no livro, ainda traz um brinde para os fãs: uma réplica da palheta de Clapton.

A trajetória do britânico, hoje com 68 anos, inclui sete prêmios Grammy, 18 discos de ouro, oito de platina, sete multi-platina e de três inclusões no Hall do Rock n’ Roll of Fame, como artista solo e membro das bandas Yardbirds e Cream, um feito inédito.

O autor

Welch é uma referência da crítica musical e trabalhou durante as décadas de 1960 e 1970 na Melody Maker, antiga publicação musical inglesa que se fundiu com a revista NME no início dos anos 2000. Anos depois, tornou-se editor da Metal Hammer. Além do trabalho jornalístico, Welch já escreveu diversos livros sobre as carreiras das bandas e artistas como Black Sabbath, Led Zeppelin, Paul McCartney, Cream, The Who, Yes e Pink Floyd.

Ficha Técnica:

Clapton – A História Oficial Definitiva

Autor: Chris Welch

Tradução de Silvia Mourão, da Editora Lafonte, 256 páginas, preço a R$ 120,00

Fonte: A Tribuna

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!