Guitarrista do Strokes revela antigo vício em drogas

"Usava cocaína e heroína 20 vezes por dia", diz Albert Hammond Jr.
O guitarrista dos Strokes, Albert Hammond Jr., falou abertamente à revista NME sobre seu vício em heróina e cocaína no início da carreira da banda, em 2003, época do lançamento do segundo disco, Room On Fire.

“Tomava doses de oxicodona [analgésico] e cocaína, umas 24, 25, 26 na sequência. Fiquei viciado em heroína nessa época. Depois disso, chegava a até 29 doses. Isso não me deixava feliz, eu só ficava… Só Deus sabe como. Eu ficava muito chapado”, disse o músico.

Questionado pela revista, Albert admitiu que não havia hora para se drogar. Acontecia o tempo todo. “Eu costumava dar ‘tiros’ de cocaína, heroína e cetamina. Tudo junto. De manhã, à noite, 20 vezes por dia. Era uma bagunça. Eu olho para trás e nem sequer me reconheço.”

De acordo com ele, as roupas de manga longa com as quais sempre aparecia nos shows e em público tinham uma razão peculiar. “Há momentos em que você está bem. E, se você se encontra com alguém, você aparenta que está. Eu lembro quando estava mostrando a alguém uma música, vestindo uma camiseta de manga curta, e havia só marcas roxas do meu pulso para baixo. As pessoas começaram a perceber. Foi aí que aprendi a usar só mangas longas.”

Albert Hammond, Jr., que afirma estar sóbrio há quatro anos, irá lançar em 8 de outubro o EP-solo “AHJ”, pelo selo Cult Records, que pertence ao vocalista dos Strokes, Julian Casablancas.

Fonte: Boainformacao

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!