Os canais em um amplificador valvulado

Especialista Paulo Acedo fala sobre o assunto
Nos amplificadores de 1 canal, o sinal da guitarra passa por apenas um circuito desde a entrada até a saída, possuindo um modo único de utilização. Dentro dos modelos 1 canal, que são os mais antigos em concepção, existem os com predominância de som mais limpo: saturam pouco, normalmente não têm master volume e sempre foram utilizados em estilos mais comportados de música.

Também existem os aparelhos de 1 canal mais nervosos: saturam até um drive mais clássico e podem ter master volume que, com o volume de pré, ajuda a dosar a saturação em função do volume mais baixo ou mais alto. Exigem mais da técnica do guitarrista de variar a força das mãos nas cordas e o volume no instrumento para limpar e saturar o som usando a dinâmica natural das válvulas. Para saturações mais fortes, um bom pedal pode ajudar muito.

Amplificadores com 2 ou mais canais são mais modernos, surgindo na década de 1980. O sinal da guitarra passa por mais de um caminho diferente no circuito (canal). Eles têm um canal essencialmente limpo e pelo menos mais um canal saturado, que pode variar de um drive até um hi gain mais extremo. Possuem um footswitch para comutar os canais e não exigem tanto de técnica de mão e de volume da guitarra pela praticidade de limpar e saturar usando a troca dos canais. Normalmante, os multicanais dispensam a necessidade de pedais de saturação.

Para receber outras dicas sobre amplificadores valvulados, curta a Fan Page da Acedo Audio.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!