B.B. King não foi assassinado, dizem médicos

Exames mostram que guitarrista morreu de causas naturais

O músico B.B. King morreu de causas naturais decorrentes principalmente da doença de Alzheimer, anunciaram autoridades de Nevada ontem (13), o que descarta as acusações feitas por suas duas filhas de que ele teria sido assassinado.

A morte do músico de 89 anos, em maio, também foi atribuída a doença arterial coronariana, diabetes, insuficiência cardíaca, hipertensão arterial e danos cerebrais devido ao baixo fluxo sanguíneo, afirmou o instituto médico legal do condado Clark em comunicado à imprensa.

Médicos legistas disseram que determinaram a causa da morte após a realização de uma autópsia, testes toxicológicos e consultas com um neuropatologista. Autoridades haviam dito que uma investigação de homicídio seria realizada depois que as filhas Karen Williams e Patty King alegaram que o músico fora envenenado por sócios de longa data. Um advogado do espólio de King disse que as alegações eram infundadas. “Neste ponto, podemos dizer com confiança que o senhor King morreu de causas naturais”, disse o médico-legista John Fudenberg.

As informações são do G1.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!