Segundo estudo, sexo, drogas e música estimulam a mesma região do cérebro

Os neurocientistas da Universidade McGill, no Canadá, avaliaram reações fisiológicas e subjetivas dos voluntários

Sexo, drogas e rock’n’roll. Esse famoso jargão é mundialmente famoso, mas a ciência acabou de provar que essas três coisas têm mais em comum do que estarem na célebre frase. Um estudo publicado no jornal Scientific Report concluiu que música estimula a mesma região do cérebro que sexo e drogas.

A pesquisa foi produzida por uma equipe de neurocientistas, chefiada por Adiel Mallik, da Universidade McGill, do Canadá. Para realizar o processo, 21 estudantes foram selecionados.

Cada uma das cobaias teve que levar uma lista com as músicas preferidas. Elas ouviram as canções escolhidas e, além delas, outros dois sons considerados emocionalmente neutros pelos pesquisadores. Metade dos estudantes ingeriram uma substância chamada naltrexona, droga usada no tratamento de dependentes químicos que serve para bloquear os receptores opióides e reduzir emoções, enquanto a outra metade ingeriu um placebo.

O resultado foi medido por meio de duas variáveis: ações fisiológicas e subjetivas. A primeira foi mensurada por meio de gestos, como sorrisos e outras expressões corporais, enquanto a segunda foi medida por um aparelho preso no corpo das cobaias durante o experimento.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!