A guitarra está realmente ameaçada de extinção?

Artistas, executivos e jornalistas se reuniram para discutir o futuro do instrumento
Guitarra carbonizada

“A guitarra morreu. As grandes marcas estão em crise. Não há mais guitar heroes”. Ouvir frases assim não é nada raro atualmente. Há um certo consenso de que o instrumento não se encontra em seus melhores dias, ok. Mas será que a guitarra está realmente ameaçada de extinção?

Esse foi o assunto abordado por artistas, executivos de gravadoras e jornalistas recentemente convocados em Nova York pela Fender. O veredito? Não, a guitarra não corre risco. Pelo contrário.

Ampla discussão

No debate, foram abordados temas como o perfil da Geração Z, as novas tecnologias e o entrelaçamento dos gêneros musicais. No fim, houve concordância unânime de que a guitarra continua sendo uma ferramenta musical poderosa e relevante.

“Nossos cérebros são conectados para saber apreciar o som de um instrumento de cordas”, declarou Matt Sweeney, guitarrista e compositor que intermediou o painel. “É um instrumento incrivelmente versátil, quase ilimitado em suas possibilidades”.

A música e os jovens

O uso generalizado de trilhas geradas por computador no universo das canções pop levou algumas pessoas a anunciar a morte da guitarra. Caiti Green, executiva de marketing da Atlantic Records, disse que as mudanças nos hábitos de audição dos adolescentes sugerem o contrário.

Descrevendo-os como “a geração dos playlists“, explicou ela, “eles não ouvem os álbuns completos, apenas escolhem músicas para criar suas próprias playlists”, o que abre mais espaço para a diversidade. “Eles vão ouvir um sintetizador, mas também estarão abertos para a guitarra”.

Alan Light, jornalista especializado em música, acrescentou: “Listas de reprodução têm embaralhado as distinções entre os gêneros musicais. As crianças estão ouvindo mais tipos diferentes de música do que nunca”.

Bons indicadores

O aumento dos índices de público em shows ao vivo é outro reflexo do interesse pela guitarra. Atual CEO da Fender, Andy Mooney afirma: “82 milhões de pessoas participaram de apresentações ao vivo no ano passado, de acordo com a Live Nation. Isso representa um aumento de 20%. Cada geração olha para os artistas no palco como inspiração, e a guitarra está definitivamente lá”.

Mooney, no entanto, minimizou a importância dos chamados guitar heroes. “Todos eles foram excelentes, mas era impossível serem imitados pelos músicos comuns”. Por outro lado, o punk rock foi um motivador convincente. “De repente, qualquer um que conhecesse três acordes e tivesse muito entusiasmo poderia tocar. O punk evoluiu para o grunge, o indie e o alternativo, mas todos esses gêneros ainda são muito acessíveis e possuem um importante componente em comum: a guitarra”.

Leia também:Paul Gilbert fala sobre o declínio da guitarra

Outras abordagens

Mesmo em ambientes musicais em que a guitarra não está no centro do palco, ela ainda desempenha um importante papel. Scott Igoe, executivo da ABC, disse que “artistas de rap, como Kendrick Lamar e Drake, possuem uma banda com cinco componentes. Eles apreciam a importância dos músicos e da guitarra, real e poderosa.”

Os debatedores também destacaram que a guitarra continua sendo uma ferramenta de composição essencial para os músicos em todos os gêneros. Além disso, o domínio do instrumento continua sendo um objetivo especial das crianças que procuram o desenvolvimento. Elas querem desenvolver uma habilidade que as diferencie.

Novas ferramentas

Enquanto alguns lamentaram o “limitado período de atenção” da Geração Z, os participantes disseram que esse mesmo grupo aproveita entusiasticamente as novas ferramentas digitais para aprender a tocar guitarra. Mooney revelou que o Fender Play, o programa de aprendizado on-line da empresa, possui atualmente 40 mil assinantes.

Com todos esses argumentos, os amantes das seis cordas podem ficar tranquilos – a guitarra não está ameaçada de extinção, garantem os participantes do debate promovido pela Fender.

As informações são da Music Trades Magazine.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!