Guitarrista Gus G.

Ex-guitarrista do Ozzy Osbourne, Gus G. falou sobre os pontos negativos de fazer parte da banda do icônico vocalista.

“O maior sacrifício foi estar longe de casa por tanto tempo e ter de cortar algumas pessoas da minha vida. Sendo contratado de uma banda como essa, não há criatividade em escrever músicas ou algo assim. Você está lá para cobrir o catálogo de outra pessoa – mas que baita catálogo, né? Realmente gostei de tocar com Ozzy, mas não é como se você tivesse 100% de Gus G. nessa banda”, revela o músico.

Publicidade

“Se você quer ouvir 100% de mim, provavelmente deve pegar um dos meus discos-solo ou qualquer álbum do Firewind, porque é lá que posso ser criativo, escrever as músicas, estar envolvido na produção e todas essas coisas”.

Aspecto financeiro

Perguntado sobre como a participação na banda de Ozzy o impactou, Gus G. respondeu que o lado financeiro foi importante.

“Bem, antes de tudo, eu podia comprar um par de jeans e batatas fritas. Em segundo lugar, eu podia pagar o aluguel finalmente. A exposição foi ótima, mas, quando algo grande assim acontece, passa muito rápido. Você realmente não tem tempo para parar e contemplar o que está acontecendo. Antes que você perceba, já se passaram três anos”, revela o guitarrista.

“Mas foi uma experiência maravilhosa. Mudou minha vida para sempre, para melhor. Isso me deu um grande impulso na carreira. Eu já tinha minha banda antes, mas muito mais pessoas descobriram quem sou, quem era minha banda”, finaliza Gus.

Substituição

No ano passado, Gus G. foi substituído por Zakk Wylde na banda de Ozzy Osbourne, mas revelou não guardar mágoas do ocorrido.

“Está tudo bem. Sou abençoado pelo tempo que passei com eles. Tenho ótimas lembranças. A princípio, meu acordo era de 18 meses, mas fiquei por sete anos”, conta Gus.

Acompanhe as novidades sobre Gus G. pelo site oficial do guitarrista.