Slash com uma Les Paul Goldtop

Guitarrista do Guns N ‘Roses, Slash disse que o supergrupo Velvet Revolver – no qual atuou entre 2002 e 2008 ao lado de Scott Weiland, Duff McKagan, Matt Sorum e Dave Kushner –  não foi “divertido” ao ser perguntado pela Rolling Stone sobre a morte de Weiland.

“Por mais enlouquecido que todo esse período tenha sido, eu ainda estava chocado ao ouvir sobre Scott. Mas, sim, o Velvet Revolver não foi divertido. Não tenho nada de positivo para dizer sobre essa experiência, exceto que escrevemos algumas coisas legais”.

Publicidade
Musilink – POD HD500X – Janeiro 2

Sobre Myles Kennedy

Durante o resto da conversa, Slash disse que Myles Kennedy foi sugerido como um potencial cantor para o Velvet Revolver antes mesmo de a banda começar a trabalhar com Weiland.

“Acontece que, quando eu estava no Velvet Revolver, Matt Sorum tinha sugerido que Myles participasse de um teste, antes de começarmos a trabalhar com Scott. Mas Myles nunca apareceu. Ele ficou com medo ou algo assim no último minuto”, explicou.

Não deixe de ler: Slash anuncia data de lançamento do novo disco

Tocando o disco Chinese Democracy

Slash também foi questionado sobre o que sente ao interpretar as faixas do álbum Chinese Democracy com o Guns N’ Roses na turnê de reencontro.

“Hum, quero dizer, é divertido tocar essas músicas. Não há nada de estranho nisso. Não é como se eu estivesse tocando algo fora da minha zona de conforto. Estou muito consciente de manter a integridade da gravação, mas, ainda assim, fazendo de uma forma que posso dar a minha própria abordagem”, diz.

Em seguida, você pode assistir ao Guns executando “Chinese Democracy”:

Deseja ficar por dentro das novidades sobre Slash? Então visite o site oficial do guitarrista.