Slash ao lado de Axl Rose

Em um recente bate-papo com a equipe da Total Guitar Magazine, Slash foi perguntado sobre como se sentiu ao voltar ao Guns N’ Roses.

“Já se passaram 20 anos desde que eu toquei algumas dessas músicas. ‘Estranged’ foi divertida de se fazer novamente. Eu não a tocava há algum tempo! Mesmo o material que eu executava em outras bandas, eu meio que o adaptei para ter uma sensação única em um novo contexto, então tive de me reaproximar de toda a vibe do Guns N’ Roses novamente”, explica.

“Eu percebi o quão único é quando Duff e eu estamos tocando juntos enquanto Axl está cantando. Há uma química lá muito poderosa e única. Depois de ficar longe dela por tanto tempo, você quase esquece o quão grande ela é… Então isso definitivamente reformulou minha abordagem de músicas específicas”.

Confira: Myles Kennedy sobre Slash: “Ele vive para tocar”

Relembrando os velhos tempos

“Não havia nada que nos assustasse, mas eu dirigia por aí ouvindo os discos para lembrar as partes. Dessa forma, eu podia entrar no ensaio e as pessoas não precisavam passear enquanto eu tentava lembrar os dedilhados (risos). O outro lado disso foi descobrir como seria a minha versão do Chinese Democracy – porque era um animal totalmente diferente do Guns N’ Roses em termos de músicos envolvidos”, conta Slash.

“Muito disso eu achei bem legal. Por exemplo, se Buckethead fez alguma coisa bacana, então eu mantinha isso, mas fazendo do meu jeito, então não parecia muito estranho ou como se eu estivesse apertando uma estaca redonda em um buraco quadrado. Isso foi interessante e divertido… Na verdade, mais divertido do que intimidante”.

Em seguida, você pode assistir ao Guns N’ Roses executando a música “Estranged” ao vivo:

Deseja ficar por dentro das novidades sobre Slash? Então visite o site do guitarrista.