Steve Vai tocando guitarra sentado em um sofá

Nesta semana, Steve Vai enviou a Jason Becker uma breve mensagem na qual fala sobre a participação no novo álbum do colega, Triumphant Hearts.

“Tive o privilégio de contribuir para o novo disco de Jason Becker. Realmente gostei disso. Para mim, é surpreendente o quão rica e vasta é a sua música. É muito orquestrada, melódica e harmoniosamente agradável – é muito bom quando você a ouve”, diz Vai.

Publicidade

Lindo mundo

Steve Vai continuou: “Há outros artistas e guitarristas fantásticos que contribuíram para o álbum. Acho que eu poderia falar em nome de todos eles quando digo que é um prazer e uma honra apoiar Jason. Quer dizer, a maioria de vocês conhece a história dele e isso mostra que, diante de inacreditáveis limitações, a visão de uma pessoa pode manifestar algo muito belo. Então obrigado, Jason. Você está indo muito bem. Estou muito feliz de ser uma parte do seu lindo mundo”.

Em seguida, confira a música “Valley Of Fire”, que conta com a participação de Steve Vai e outros guitarristas:

Doença

Em 1990, Becker foi diagnosticado com a Doença de Lou Gehrig uma semana depois de se juntar à banda de David Lee Roth, mas ainda conseguiu gravar um álbum antes de ser substituído. Desde então, apesar do declínio da saúde – Jason não pode mais andar, falar ou tocar guitarra –, ele continuou a fazer música. Em 2012, foi tema do documentário Jason Becker: Not Dead Yet.

Becker se comunica usando um sistema criado por seu pai que permite que ele soletre notas musicais, acordes e palavras. Essas informações são alimentadas em um computador, no qual as partes são editadas.

“Algumas pessoas sentem pena de mim”, diz Becker. “Eu entendo isso. Realmente me sinto feliz. Não sinto mais falta de tocar guitarra. Tenho certeza de que isso é desnecessário, mas agradeço muito mais. Estou cercado por pessoas amorosas e ainda posso fazer música”.

Saiba mais visitando o site de Jason Becker.