Dave Mustaine ao lado de Dimebag Darrell

Em recente entrevista, Dave Mustaine revelou que chegou a convidar Dimebag Darrell para o Megadeth, mas um detalhe impossibilitou a parceria.

“Eu realmente liguei para ele e pedi para ele tocar no Megadeth. O desfecho seria totalmente diferente se eu tivesse ligado antes de fechar com o baterista Nick Menza”, conta Mustaine.

Publicidade
Cordas Inbox – Promo de Produtos – Elixir Nanoweb

“Eu disse: ‘Ei, Darrell, estou procurando um guitarrista’. Ele respondeu: ‘Posso levar meu irmão?’. Perguntei: ‘Quem é seu irmão?’. E ele falou: ‘Vinnie Paul. Você não conhece Vinnie Paul?’. Enfim, ele queria trazer seu irmão para tocar conosco também, mas eu tinha acabado de contratar Nick Menza. Você pode imaginar o que Vinnie e Darrell teriam sido comigo e com o baixista Dave Ellefson? Teria sido muito legal”.

Leia também: Dave Mustaine: “Eu mal consigo ler tablaturas”

Ex-membros

Em janeiro, Dave Mustaine falou sobre as mudanças na formação do Megadeth ao longo da carreira e afirmou que respeita todos os ex-membros da banda.

“Odeio o mal que essas mudanças custaram para qualquer um desses caras, porque, obviamente, algumas foram amigáveis, outras não. Alguns de nós são amigos, mas nem todos – sabe, é realmente difícil gostar de alguns deles”.

Mustaine prosseguiu: “Mas respeito cada um deles por ser meu parceiro em um ponto da jornada e por deixar seu mundo para trás para se juntar ao meu, andando em um ônibus de turnê ao redor do mundo. Nunca vou esquecer isso”.

“Às vezes vejo alguém falando que um ex-membro da banda disse ‘tal coisa’ – são apenas alguns caras, pessoas que estavam infelizes e tentaram me machucar. Se alguém diz algo ruim sobre mim, geralmente penso: ‘Bem, já ouvi isso antes’. Mas, você sabe, isso não me incomoda, porque, se é alguém com quem não me importo, ele não pode me machucar”, completou o líder do Megadeth.

Quer ficar por dentro das novidades sobre o Megadeth? Então acesse o site oficial da banda.