Nita Strauss tocando com Steve Vai

Durante recente entrevista, a guitarrista Nita Strauss não poupou elogios a Steve Vai, afirmando que o colega tem uma maneira de tocar diferenciada.

Passion and Warfare, lançado por Steve Vai em 1990, é o primeiro álbum que recomendo para qualquer um que queira começar a tocar guitarra. Esse disco tem equilíbrio em tudo: possui técnica, paixão e ótimas músicas”, explica Nita à equipe da Guitar Center.

Publicidade

“Se há um guitarrista que incorpora tudo isso, é Steve Vai. A parte mais legal é que toquei com ele pela primeira vez no ano passado. Steve disse: ‘Aqui está a música que tocaremos’. Era ‘The Animal’, que está justamente em Passion and Warfare”.

Expressão única

Nita afirma que o que mais a impressionou na oportunidade foi a clareza do som da guitarra de Steve Vai. “Não é que ele não estivesse usando nenhum efeito – porque, é claro, ele estava -, mas é a forma como a voz de Steve se expressa tão nitidamente”.

“Não há muitos guitarristas como Steve Vai, que fazem a guitarra realmente ter uma conversa com a letra cantada. Se você ouvir ‘Yankee Rose’, de David Lee Roth, perceberá que a guitarra e a pessoa estão conversando. Isso é claramente compreensível. Esta é a beleza de Steve Vai: ele cria palavras usando cordas de guitarra”, finaliza Nita.

Veja: Nita Strauss fala sobre preconceito com guitarristas do sexo feminino

Heróis instrumentais

Em fevereiro, Nita Strauss falou sobre a paixão por músicas instrumentais.

“Meu disco Controlled Chaos é todo instrumental. Todos os meus heróis são guitarristas instrumentais. Sempre quis gravar um disco instrumental, desde quando vi o que Steve Vai fez em Crossroads. Eu assisti ao filme e isso mudou totalmente a minha vida. Pensei: ‘É isso que eu deveria estar fazendo’.”

Para mais informações sobre a carreira de Nita, visite o Facebook da guitarrista.