Adam Dutkiewicz tocando ao vivo

Durante uma conversa com a equipe da Hard Drive Radio, o guitarrista do Killswitch Engage, Adam Dutkiewicz, compartilhou alguns conselhos às novas bandas.

“Tente fazer a melhor música possível. Apenas ame o que você faz, acredite no que você faz e tente ser ativo nas tomadas de decisões dentro de sua banda. Porque, no momento em que você deixa de se importar, é como se você desse todo o poder para os outros”, explica.

Publicidade

Envolvimento

Adam D conta como os membros do Killswitch Engage fazem questão de participar de todos os processos que envolvem o grupo. “Acho que nós gostamos de tomar nossas próprias decisões e realmente delegar o que acontece com a banda, com quais grupos fazemos turnês e outras coisas. Acho que essa é a melhor maneira de agir, então se certifique de fazer algo sobre essa questão”.

Em relação aos conflitos que naturalmente surgem, Adam recomendou o diálogo. “Bem, conversa, conversa, conversa… Se você sempre fala sobre as coisas, encontra as partes boas e as torna melhores. Se encontra as coisas ruins, você tenta eliminá-las. Creio que tudo pode ser resolvido com uma conversa”.

Sobre discos e singles

Em abril, outro guitarrista da cena metal deu dicas aos novos grupos. Para Ola Englund, gravar um disco não é a melhor maneira de se lançar no mercado atual.

“Meu ponto é que, se você é uma banda promissora e apenas vai lançar um álbum, isso não vai ajudar. Se você não tem uma audiência e lança um disco, é basicamente um trabalho morto. Quem vai ouvir? Não é assim que você ganha reconhecimento hoje. Então você está perdendo seu tempo e seu álbum”, disse Ola durante uma conversa com David Slavković, da Ultimate Guitar.

O guitarrista se mostra a favor dos singles. “Eu acho que, se você tem uma banda promissora, é muito mais importante ganhar o público primeiro. Acho que faz muito mais sentido essas bandas menores liberarem as músicas uma por uma, por exemplo”.

Ficou curioso em saber mais sobre o assunto? Então leia a matéria completa AQUI.