Malmsteen segurando uma Fender Stratocaster

Em recente entrevista, Yngwie Malmsteen falou sobre como a altura das cordas da guitarra afeta diretamente o timbre e a sustentação.

“O calibre das cordas não determina o som ou o sustain; a ação das cordas é que determina. Se a ação for baixa, você pode usar .011 e ainda terá um som morto, porque a corda não vibra acima do braço da guitarra”, diz o sueco, que é conhecido por usar ação alta em seus instrumentos.

Publicidade

“Eu utilizo 300 gabinetes porque há punch, e ocorre o mesmo com os captadores. Eles não têm distorção interna, são muito limpos”.

Leia: Malmsteen diz que seu álbum de estreia foi a salvação da Fender

Equipamentos

Em fevereiro, o guitarrista contou que não gosta de “inventar” quando o assunto são seus instrumentos. “Para ser honesto com você, sou um pouco purista com equipamentos. É engraçado… Quando vim pela primeira vez aos Estados Unidos, todas as empresas de guitarra e amplificadores me disseram: ‘Daremos o que você quiser’. Eu respondi: ‘Não, eu quero ficar com a Fender e a Marshall’. Acho que vale a pena ser focado e direto, não seguir as tendências”.

Questionado sobre a famosa parede de amplificadores Marshall que exibe em seus palcos, Malmsteen garante que não são de mentira. “Os amps são todos reais, absolutamente. Você pode ir lá atrás e olhar”.

Na mesma entrevista, Malmsteen também comentou o fato de ser multi-instrumentista. “Nos meus discos, faço todos os instrumentos: baixos, teclados, cítaras, guitarras, vocais, tudo. Tentei tocar violino algumas vezes, até tenho um, mas é um animal muito diferente, é muito pequeno. Já o violoncelo foi fácil de aprender”.

Deseja saber as novidades sobre Yngwie Malmsteen? Então acompanhe o site do artista.