Fernando Vidal, o ‘embaixador de Hendrix no Brasil’, fala sobre carreira e futuro

Um dos guitarristas mais experientes do Brasil, Fernando Vidal já tocou com diversos artistas. Nomes como Lulu Santos, Herbert Vianna, Zélia Duncan, Marina Lima e Fernanda Abreu são só alguns que constam no extenso currículo do músico.

Um dos guitarristas mais experientes do Brasil, Fernando Vidal já tocou com diversos artistas. Nomes como Lulu Santos, Herbert Vianna, Zélia Duncan, Marina Lima e Fernanda Abreu são só alguns que constam no extenso currículo do músico.

Nos últimos anos, o músico tem se dedicado à sua carreira solo, com o Fernando Vidal Trio. Nos shows, além de covers de Jimi Hendrix, são apresentadas músicas próprias: e o quarto álbum, “Canecas Amarelas”, está para ser lançado em março de 2020.

Vidal falou sobre a carreira e, claro, sobre guitarra em entrevista à Guitarload. Confira, abaixo, um trecho do bate-papo:

Guitarload: Sua carreira teve início décadas atrás e, de acordo com o material de divulgação, o momento em que tudo começa de verdade é com sua viagem aos Estados Unidos, onde você estudou no Musicians Institute of Technology, uma instituição dedicada a formar profissionais na área da música. Como foi esse período de estudos por lá?

Fernando Vidal: Fui para o Musicians Institute em 1983, quase nos primórdios da escola. Morei 1 ano e meio em Los Angeles, na época em que só se comunicava por carta, pois o telefone era muito caro, artigo de luxo. Na época, em matéria de guitarra, aqui em faculdade só tinha Erudito (o que é maravilhoso, mas não é minha praia), então, surgiu essa oportunidade e fui.

O curso em que me formei foi o GIT (Guitar Institute of Technology), onde só tinha o Nelson Faria de brasileiro! Acabei conhecendo o ídolo Scott Henderson, ainda recém-formado.

Guitarload: Você já tocou com músicos de estilos muito diferentes, indo de Lulu Santos a Elba Ramalho, de Herbert Vianna a Zélia Duncan e muito mais. Como foi, para você, trabalhar com artistas tão distintos?

Fernando Vidal: Entre os anos 1990 e 2000 e tal, nós gravávamos muito, e tive o privilégio de trabalhar muito com os superprodutores Guto Graça Mello e Liminha. Esses caras sabem tudo e, com eles, aprendi muito e tive oportunidade de gravar com vários artistas diferentes. Hoje em dia, as gravações pouco acontecem. Na verdade, é outra época: a música mudou muito!

Guitarload: Aproveitando que Lulu foi mencionado, ele já chegou a se referir a você em entrevistas como “o embaixador de Jimi Hendrix no Brasil”. Não à toa, Hendrix parece ser sua principal inspiração, com direito a vários vídeos de shows seus na internet com você tocando clássicos dele com maestria. Primeiro, gostaria de saber como é essa sua ligação com o som de Jimi Hendrix e como você aproveita essa influência na sua forma de tocar.

Fernando Vidal: Esse depoimento foi um carinho do grande Lulu, que também é apaixonado por Hendrix. Comecei a tocar por causa dele, quando, aos 8 anos, vi a figura dele na TV, ainda em preto e branco, falando de sua morte. Meu pai me deu, aos 13, minha primeira guitarra Stratocaster (Giannini Stratosonic). Lancei um livro da coleção Toque de Mestre sobre Guitarra Base no qual constatei, para mim, em meio às eternas pesquisas, que Hendrix era de outro planeta. Uso tudo isso que pesquisei em gravações.

Clique aqui para conferir a entrevista na íntegra. Não deixe para depois: é de graça, mas por tempo limitado.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!