Foto: divulgação

O vocalista Ozzy Osbourne revelou, em entrevista ao programa de TV americano “Good Morning America”, que foi diagnosticado com Mal de Parkinson. Ele falou sobre o assunto acompanhado de sua esposa e empresária, Sharon Osbourne.

De acordo com Sharon, Ozzy sofre do estágio 2 de Parkinson, quando a rigidez e os tremores são mais intensos. Sintomas podem ser apresentados dos dois lados do corpo. No entanto, ele ainda tem condições de seguir com sua vida.

“Há tantos tipos diferentes de Parkinson. Não é uma sentença de morte de forma alguma, mas afeta certos nervos do corpo. É como se você tivesse um bom dia e, depois, um dia bem ruim”, afirmou ela.

Ozzy, por sua vez, destacou que a situação é “terrivelmente desafiadora”. “Fiz meu último show no Réveillon de 2018 (para 2019) no The Forum. Então, sofri uma qued aterrível. Tive que fazer uma cirurgia no pescoço, que estragou todos os meus nervoso”, disse.

Apesar de tudo isso, Ozzy quer continuar produzindo. “Vindo da classe trabalhadora, odeio deixar as pessoas decepcionadas. Odeio não fazer meu trabalho. Quando vejo minha esposa e meus filhos trabalhando, todos tentando me ajudar, isso me deixa para baixo, porque não posso contribuir com minha família. Porém, estou bem melhor agora do que estava em fevereiro passado. Eu estava em um estado chocante”, afirmou.

Ozzy Osbourne já havia chamado atenção do público ao ter diversos problemas de saúde em 2019. Ele foi internado no início do ano, em uma UTI, para tratar de uma pneumonia. Após receber alta e iniciar recuperação em casa, o cantor sofreu uma queda que feriu gravemente sua coluna.

Todos os shows de Ozzy no ano foram adiados para 2020. Ele também lançará um novo álbum, ‘Ordinary Man’, no próximo mês de fevereiro.