Fotos: divulgação

Nem todos sabem, mas James Hetfield, o frontman do Metallica, não começou como guitarrista. O músico deu seus primeiros passos artísticos no piano, mas acabou fazendo uma troca que mudaria sua vida, já que ele se consagrou liderando uma das bandas mais importantes da história do heavy metal.

Em recente sessão de perguntas e respostas no museu Petersen Automotive, onde expôs carros com pinturas personalizadas por ele, James Hetfield falou sobre diversos assuntos referentes à sua trajetória. Em dado momento, ele foi questionado sobre seu período inicial na música e confirmou que tocava piano na infância.

“Eu estava na sexta série e já conseguia ler música (partituras). Eu ia à casa de uma senhora mais velha e tocava piano. Ela fazia biscoitos para mim ao final. Era isso: eu lia música, cantava e tocava. Sou muito grato por isso”, afirmou.

Porém, Hetfield já dava demonstrações de que desejava aprender outro instrumento. “Tínhamos um piano em casa, eu batia nele e minha mãe pensava: ‘oh, ele quer tocar piano’. Eu apenas queria tocar bateria e fazer barulho, mas ela achava que eu poderia tocar piano e foi o que fiz”, disse.

A transição para a guitarra foi natural, devido às músicas de rock que James Hetfield ouvia na época. “A guitarra era fácil de personalizar, era mais barata que uma bateria – e já tínhamos uma bateria em casa. Comprei minha primeira guitarra por 5 dólares e a pintei umas 10 vezes antes de tocar. Era mais sobre o quão legal ela poderia ficar”, afirmou.

Sempre próximo das artes visuais, James Hetfield comentou que foi o responsável por desenvolver a logo do Metallica. “Lembro de estar sentado com meu amigo Ron (McGovney, baixista original da banda) na casa dele, rabiscando guardanapos enquanto fazíamos nossos planos de dominação mundial”, disse.

* Você está em busca de evolução na guitarra? O Music Clan oferece uma série de cursos para guitarristas que vão desde os estágios mais básicos aos avançados. Acesse o nosso site e conheça!