Dave Grohl fala sobre início na música, como começou a tocar e apoio da mãe

Dave Grohl é um dos multi-instrumentistas mais famosos do rock. O músico ganhou notoriedade como baterista do Nirvana, no início dos anos 90. Depois, formou o Foo Fighters, tocando guitarra e assumindo os vocais.
Foto: divulgação

Dave Grohl é um dos multi-instrumentistas mais famosos do rock. O músico ganhou notoriedade como baterista do Nirvana, no início dos anos 90. Quando a banda acabou, após o suicídio do líder Kurt Cobain, Grohl passou por um momento de luto, mas viu que só a música o faria recuperar: então, gravou todos os instrumentos do disco de estreia do Foo Fighters, autointitulado.

A partir de então, Grohl começou outra trajetória: como vocalista e guitarrista, além de compositor principal. Ele voltou a se arriscar na bateria em sua participação no Queens of the Stone Age, além de projetos como o Them Crooked Vultures, mostrando que não tem “tempo ruim” com ele.

Em uma coletiva de imprensa ao lado da mãe, a ex-professora de inglês Virginia Hanlon Grohl, Dave relembrou de suas raízes como músico, anida na adolescência, quando se interessou por bandas de thrash metal e hardcore. Durante o bate-papo, ele deixou claro que teve todo o apoio da mãe para explorar seu talento nos instrumentos – inicialmente, a bateria.

“Foi antes das psesoas falarem sobre déficit de atenção (A.D.D., A.D.H.D)”, afirmou Virginia, sendo interrompida por Dave Grohl, que brincou: “D.A.V.E.. – esse é o pior transtorno. Se seu filho tiver isso, é melhor você levá-lo ao psiquiatra”.

Grohl cresceu no subúrbio de Washington DC, nos Estados Unidos, em uma casa pequena demais para ter uma bateria. Dessa forma, ele teve que aprender o instrumento batucando em almofadas e pegando emprestadas as baquetas de bandas locais de marchinhas, tão comuns nos Estados Unidos.

“Estava aprendendo a tocar ouvindo hardcore, como Bad Brains, com essas baquetas grossas. Quando eu tocava em uma bateria normal, quebrava tudo. Nunca tivemos dinheiro para aulas convencionais, de jazz”, afirmou Dave.

Aos 12 anos, ele decidiu que seria músico e que sua vida seria regida pela música. Acabou abandonando os estudos para fazer sua primeira turnê internacional, na Europa, com a banda Scream.

“Minha mãe nunca disse para eu deixar de ouvir algum tipo de música. Quando eu tinha 14 anos, eu ouvia death metal satânico – ela colocava Manhattan Transfer e eu, ‘Reign in Blood'”, disse ele, citando o clássico álbum do Slayer. “Sabia que esse seria seu caminho. Você me convenceu antes”, completou ela.

Agora, Dave Grohl tem 50 anos e é pai. “Tenho uma filha que quer trabalhar na música e ouve Lil Pimp. Eu fico: ‘Sério? Precisamos conversar’. Porém, minha mãe nunca fez isso comigo, então eu não faço isso também. Agora, eu também ouço Lil Pimp”, brincou ele.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!