Foto: reprodução / YouTube

Tom Morello, do Rage Against the Machine, foi bastante sincero ao comentar sobre os guitarristas de hoje em dia. Ele afirmou, em entrevista à Metal Hammer, que os músicos da geração atual não querem praticar o instrumento – já estão buscando a fama e a consagração no meio musical antes mesmo de dominarem aquilo que precisam saber fazer.

“Fico enojado com o fato de muitos jovens hoje em dia não estarem dispostos a sentar e praticar guitarra 8 horas por dia. Eles buscam um caminho fácil para ficarem famosos. Veja o top 50 de músicas mais tocadas nos Estados Unidos – não tem solo de guitarra ali”, afirmou Morello.

Morello quer que seu álbum solo ‘The Atlas Underground’, lançado em 2018, seja como um “cavalo de Troia” para a garotada – o trabalho mescla rock com música eletrônica e outras influências mais contemporâneas. “Quero que uma nova geração de garotos liguem a guitarra”, disse.

Mesmo com muita prática, Tom recomenda que nenhum músico da atualidade espere que sua próxima banda seja um novo Rage Against the Machine ou Metallica. “Nesse clima atual, não há indústria fonográfica. Se surgir um novo Metallica ou um novo Rage Against the Machine, não há o aparato para enfiar essas bandas na garganta do público, diferentemente do que existia há 20 ou 25 anos”, afirmou.

Por outro lado, a distribuição de música nos dias de hoje é mais “democrática”, segundo ele. “Você, eu e o cara andando ali na rua podemos gravar um disco com nossos celulares e ter uma página no Facebook para disponibilizar esse material”, disse.

Você concorda com essa visão de Tom Morello? Diga nos comentários!