Foto: reprodução / YouTube

Aprender um instrumento musical, como guitarra, demanda não apenas dedicação e treino, como, também, muita paciência. Ninguém domina as técnicas da noite para o dia – nem mesmo os grandes ídolos, como Paul Gilbert.

O músico falou, em entrevista à Accordo TV com transcrição do Ultimate Guitar, sobre o tempo necessário para começar a realmente tocar guitarra de forma considerada satisfatória. Na visão dele, é necessário um ano de prática para acostumar-se com o instrumento e dominá-lo.

“Se você toca guitarra, você não vai soar bem e seus dedos vão doer por cerca de um ano. Será um ano difícil – foi um ano complicado para mim”, afirmou Paul Gilbert, que começou a tocar entre 8 e 9 anos de idade. “Se você consegue superar essa etapa em que os dedos ficam doloridos, ou essa frustração de nada soar bem, você logo começa a ficar bom, além de criar os calos nos dedos e tudo o mais”, completou.

Paul Gilbert e a assimilação do aprendizado musical

Ainda durante o bate-papo, o virtuoso destacou que o aprendizado musical sempre começa dentro da mente. “Seja guitarra ou qualquer outro instrumento, a melhor coisa é quando você começa a ouvir a música dentro da sua cabeça. Começa aí. Isso aconteceu comigo aos 8 anos de idade, quando eu cantarolava melodias e ficava me perguntando o que era aquilo”, disse.

A maturidade musical é conquistada, em definitivo, quando o músico consegue fazer uma conexão entre aquilo que está dentro dele e o que está fora – o instrumento, no caso. “No começo, nem precisa ser nada original. Pode ser uma música que você ouviu na rádio ou no YouTube. Eu, mesmo, consigo ter bastante prazer tocando covers, desde que eu adore a música. O que importa é tirar aquilo de dentro de você. É incrível”, afirmou.

O grande segredo, para Paul Gilbert, é poder controlar essa “ponte” entre o interno e o externo ao músico. “Você consegue passar esse mesmo poder para as pessoas que te ouvem e faz com que elas sintam coisas”, disse.

Confira a entrevista na íntegra a seguir (em inglês, sem legendas):