Taylor, famosa empresa de violões, adota modelo em que funcionários são acionistas

A Taylor Guitars, conhecida fabricante de violões, passou por uma mudança em sua gestão interna. Agora, a empresa americana passa a ter seus próprios funcionários como acionistas.
Foto: divulgação

A Taylor Guitars, conhecida fabricante de violões, passou por uma mudança em sua gestão interna. Agora, a empresa americana passa a ter seus próprios funcionários como acionistas.

O gerenciamento da corporação passará a ser feito por meio de um sistema chamado Employee Stock Ownership Plan (ESOP), algo como um “programa de participação acionária”. A estrutura em questão consiste em ter os próprios funcionários como donos de ações da empresa.

A ideia, segundo a Taylor, é “garantir a proteção da independência, dos valores, da cultura organizacional e dos próprios colaboradores”. O objetivo para o consumidor final é “reforçar que a qualidade dos instrumentos produzidos continuará assegurada”.

A transição permitiu que os funcionários recebessem um benefício de aposentadoria vinculado ao valor patrimonial futuro da empresa.

Na prática, os cargos continuam distribuídos em suas respectivas hierarquias. Bob Taylor, Kurt Listug, Andy Powers e outros membros da equipe de liderança de Taylor seguem em suas funções de gestão da empresa.

O mesmo modelo será adotado pelos funcionários da empresa no México e na Europa.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Os conteúdos mais relevantes para os apaixonados por guitarra em um único lugar. Aproveite, é grátis mas por tempo limitado.