36 guitarras falsificadas vindas da China são apreendidas em aeroporto dos EUA

Autoridades dos Estados Unidos anunciaram a apreensão de 36 guitarras falsificadas no aeroporto internacional de Washington. Caso fossem autênticos, os instrumentos teriam, juntos, um valor de aproximadamente US$ 158,6 mil.

Autoridades dos Estados Unidos anunciaram a apreensão de 36 guitarras falsificadas no aeroporto internacional de Washington. Caso fossem autênticos, os instrumentos teriam, juntos, um valor de aproximadamente US$ 158,6 mil (mais de R$ 850 mil, na cotação atual e em transação direta).

As guitarras falsificadas apreendidas vieram da China e chegaram no último dia 15 de dezembro. Os produtos foram retidos inicialmente para que a polícia investigasse a origem, já que havia a suspeita de que não seriam originais.

Guitarra double neck falsificada no modelo signature de Jimmy Page, do Led Zeppelin

As guitarras falsificadas

Ao todo, são 27 guitarras da Gibson (a maioria de modelo Les Paul Custom), seis Fender e uma PRS, além de dois violões Martin. Elas seriam distribuídas por 21 estados americanos e pela Austrália.

Os itens que mais chamaram atenção na apreensão foram da Gibson. Entre os destaques, estão:

  • uma guitarra double neck falsificada no modelo signature de Jimmy Page, do Led Zeppelin;
  • uma guitarra Les Paul falsificada no modelo signature de Slash, do Guns N’ Roses, e supostamente autografada pelo próprio;
  • uma guitarra Les Paul falsificada no modelo signature de Ace Frehley, ex-integrante do Kiss – o valor estimado da original é de US$ 9 mil (mais de R$ 48 mil).
Guitarra Les Paul falsificada no modelo signature de Slash, do Guns N’ Roses, e supostamente autografada pelo próprio
Guitarra Les Paul falsificada no modelo signature de Slash, do Guns N’ Roses, e supostamente autografada pelo próprio

Alerta

Em nota, representantes da Alfândega e Proteção de Fronteiras dos Estados Unidos alegam que a compra de bens de consumo falsificados é ilegal por lá – e em praticamente todo o mundo -, por violarem direitos de propriedades legais e resultarem em perda de empregos e de receitas fiscais da economia nacional.

“As organizações criminosas transnacionais falsificarão qualquer coisa que gere receitas ilícitas e fornecedores inescrupulosos encherão seus bolsos atacando consumidores desavisados. Proteger os direitos de propriedade intelectual é uma prioridade de fiscalização comercial da Alfândega e Proteção de Fronteiras. Os oficiais continuarão a apreender bens de consumo falsificados e potencialmente perigosos”, disse Keith Fleming, diretor interino de operações de campo da Alfândega.

Guitarra Les Paul falsificada no modelo signature de Ace Frehley, ex-integrante do Kiss

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!