Homem seminu é preso por tocar guitarra na Austrália (mas não pelo motivo que você pensou)

Músico foi detido após não cumprir ordem que o impedia de tocar nas próximas 72 horas após reclamação de barulho

A polícia australiana prendeu um guitarrista que se apresentava seminu na calçada de sua casa na cidade de Adelaide. Apesar do flagrante atentado ao pudor, o que levou o músico à prisão na verdade foi o não-cumprimento de uma ordem judicial que o impedia de tocar no local por 72 horas depois que vizinhos reclamaram do barulho.

Conhecido nas redondezas como Subblet Hammer, o guitarrista foi surpreendido por um grupo de policiais, no dia 13 de junho, enquanto tocava um solo cheio de feeling apenas de cueca. O vídeo incorporado abaixo mostra o momento em que os oficiais desconectam seu instrumento e o levam embora.

Assista:

Após ser liberado, o músico abriu uma petição online onde alega que foi preso como um “animal perigoso” e que os policiais usaram de “força desnecessária” para prender um “músico inocente que apenas queria entreter a comunidade”.

Rock n’ roll x polícia

De acordo com a petição, Subblet Hammer, também conhecido como Subb, costuma ser “aplaudido e ovacionado” por um público fiel que assiste sua performance todos os domingos, às 15h, na localidade conhecida como Salisbury.

O requerimento online, chamado de “Rock n’ roll x polícia”, já reuniu cerca de 1,5 mil assinaturas. “Ele foi intimidado e perdeu seu direito de se expressar pela música. Ajude-nos a lutar pela liberdade do rock”, diz um trecho do documento.

Texto por Gustavo Maiato
Edição por Igor Miranda

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!