Youtubers explicam como “transformar” seu pedal de delay em flanger ou chorus

Efeito parecido é conseguido por meio da redução do atraso para 5 ou 50 milissegundos
pedal de efeito

Quem possui um pedal de delay em casa e não quer gastar dinheiro com outro de flanger ou chorus, já pode começar a pensar em dispensar a nova compra. Isso porque, com a configuração adequada, é possível obter uma sonoridade muito parecida com esses dois efeitos apenas com um pedal de delay.

O passo a passo para obter a “transformação” foi detalhado por Daniel Steinhardt e Mick Taylor, do canal That Pedal Show, no YouTube. Segundo os especialistas, o segredo envolve diminuir o atraso do efeito de delay e trabalhar com o controle de modulação.

“O efeito de chorus acontece quando o sinal é dividido em dois e então um deles recebe uma modulação. Depois, ambos são misturados, mas a maneira que nós modulamos esse sinal é justamente com o delay. Então, para conseguir o efeito é preciso reduzir o tempo do delay para quase nada”, explicam.

De acordo com a demonstração dos youtubers, para obter o chorus é preciso reduzir o atraso do delay para cerca de 50 milissegundos. Já a sonoridade do flanger acontece quando esse número chega a 5 milissegundos. “Quando você procura um pedal de delay, não costuma pensar no atraso mínimo. As pessoas sempre falam sobre o máximo. Isso é o que todos querem”, completam.

Como transformar delay em flanger ou chorus

Os especialistas explicam que o flanger funciona como o chorus, mas com um atraso muito menor do efeito de delay. Ou seja, para conseguir essa sonoridade, será preciso um pedal que consiga reduzir o atraso da forma indicada.

“O que demonstramos nesse vídeo são os princípios por trás dos efeitos de chorus e flanger. É claro que pedais específicos desses efeitos vão proporcionar um som mais completo, mas se você não quiser gastar dinheiro, seu humilde pedal de delay pode quebrar o galho”, completam.

Conversa com especialista em efeitos de pedal

Para explicar melhor como funcionam os efeitos de delay, chorus e flanger, a Guitarload convidou Daniel Fuhrmann, dono da marca de pedais Fuhrmann. Confira o que o especialista falou abaixo:

“Esses três efeitos são baseados em uma linha de delay. O atraso é justamente esse sinal armazenado de alguma forma e reproduzido em um espaço de tempo. O sinal é dividido, um segue ‘seco’ e o outro passa por algum processamento.

Antigamente, o flanger era feito com sinais de duas fitas, em uma o sinal era atrasado segurando a fita com o dedo. A soma dos sinais causava o efeito dde modulação, por que a velocidade da segunda fita oscilava conforme ela era segurada pelo dedo.

A ideia se aplica ao chorus também. Com a evolução dos componentes eletrônicos, foi possível armazenar mais tempo de atraso, que era a limitação tecnológica da época. Os grandes atrasos eram conseguidos com fitas e também variando a velocidade de reprodução das fitas. Com o tempo, os circuitos integrados bucket brigade conseguiram armazenar mais tempo de atraso, e depois vieram os delays digitais que dependem de memória ram para armazenar os dados.

Porém, nos pedais mais modernos que não usam fita, essa modulação vem de osciladores mesmo que buscam reproduzir esse efeito. Os mais clássicos oscilavam em formas de onda ou triangulo, porém hoje em dia a oscilação não tem limite”.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Os conteúdos mais relevantes para os apaixonados por guitarra em um único lugar. Aproveite, é grátis mas por tempo limitado.