Morre Ribah, guitarrista da 1ª banda a tocar no Rock in Rio de 1985

Músico que faleceu devido a covid-19 se apresentou ao lado do cantor Ney Matogrosso durante festival
Ribah

O guitarrista e vocalista José Ribamar do Nascimento, conhecido como Ribah, morreu na quarta-feira, dia 13 de outubro, vítima de covid-19. O músico fez história com a banda brasiliense Placa Luminosa, que na época do Rock in Rio de 1985 acompanhava o cantor Ney Matogrosso, responsável por abrir o festival.

O músico que deixou cinco filhos começou a carreira ainda na década de 1960 e participou de gravações com grandes nomes como Tim Maia, Jorge Benjor e César Camargo Mariano. Nos últimos anos, Ribah vivia entre São Paulo e a cidade de Taguatinga, cidade localizada no Distrito Federal.

Amigo de longa data de Ribah, Clodo Ferreira lamentou a morte do guitarrista. “Éramos amigos desde a adolescência e aprendemos juntos a tocar violão. Antes da pandemia, gravamos um disco em parceria”, disse em comunicado. Antes, os dois parceiros haviam composto a canção “Feitiço Mineiro”, lançada no álbum “Gravura” (2000).

A vida e obra de Ribah

No começo da carreira, a Placa Luminosa era uma banda de baile. O nome do grupo veio de uma música com o mesmo nome gravada por Clodo, que venceu o Festival do Ceub, em 1972. Ao longo de sua trajetória, Ribah lançou 9 álbuns e também gravou um DVD.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Os conteúdos mais relevantes para os apaixonados por guitarra em um único lugar. Aproveite, é grátis mas por tempo limitado.