Stevie Ray Vaughan quase esteve no lugar de Steve Vai no filme “Crossroads”

Lendário bluesman era um dos nomes cotados para o papel, mas Vai acabou conseguindo a oportunidade devido à fama dos shredders
Foto: divulgação

Dá para imaginar o filme “Crossroads” sem Steve Vai na clássica cena de duelo de guitarras? Pois saiba que Stevie Ray Vaughan, lendário músico de blues, foi cotado para o papel que acabou nas mãos de Vai.

A revelação foi feita por Arlen Roth, colunista e co-criador da série de vídeos instrucionais “Hot Licks”, em entrevista à Guitar World. Steve Vai confirmou a informação, recentemente, em entrevista ao podcast Guitar Villains.

Roth foi contratado para servir como consultor do filme “Crossroads” (no Brasil, “Encruzilhada”) ainda em 1984, dois anos antes do lançamento oficial. O profissional ajudaria a dar um tom de realidade à performance do ator Ralph Macchio, que interpretava o guitarrista Eugene Martone, mas não sabia como tocar o instrumento.

“Crossroads” é centrado na lenda do músico de blues Robert Johnson, que foi contratado para gravar 30 músicas, mas só registrou 29 delas. A busca pela “música perdida” faz com que todo o enredo se conclua em uma batalha com Jack Butler (Steve Vai), guitarrista do Diabo, com quem Johnson teria vendido sua alma em troca da fama.

De Stevie Ray Vaughan a Frank Zappa, os nomes cogitados

O primeiro cotado para o papel assumido por Steve Vai foi o próprio Ry Cooder, guitarrista que atuou como diretor musical do filme e gravou a trilha sonora – inclusive as performances do personagem de Ralph Macchio. A cena chegou a ser gravada, mas o diretor Walter Hill não gostou tanto e quis outra pessoa para o lugar de Cooder.

Entra, aí, não apenas o nome de Steve Vai, mas de outros guitarristas lendários. De acordo com Arlen Roth, os seguintes músicos foram cotados para o papel: Stevie Ray Vaughan, Keith Richards e Frank Zappa, além de Vai.

É inegável: dos quatro, Stevie Ray Vaughan seria o mais próximo da temática do filme, que dialogava diretamente com o blues. Keith Richards também teve grande influência do estilo, mas SRV era “o cara” do blues naquela época.

Steve Vai em “Crossroads”

Entretanto, o papel acabou sendo oferecido para Steve Vai porque a direção do filme queria trazer um shredder, um guitarrista bem técnico e rápido no instrumento. Era o cenário perfeito para Vai colocar sua própria identidade como músico em meio àquela performance.

Em entrevista à Guitar World, no ano de 1987, Steve comentou: “Ry Cooder fez muitas outras coisas com Arlen Roth, que por alguma razão nunca foi devidamente creditado pelo filme. Arlen trabalhou muito no projeto. Ele ensinou Ralph Macchio a segurar o dedo na guitarra, para que parecesse realista. E ele gravou muitas partes de slide no filme, junto de Ry”.

Mais recentemente, ao Guitar Villains, Vai disse que não sabia que Keith Richards e Frank Zappa foram cotados para o papel. Entretanto, ele conhecia a história relacionada a Stevie Ray Vaughan, que, infelizmente, faleceu em um acidente aéreo em 1990. “Eu só sabia de Stevie Ray Vaughan porque ele disse em uma entrevista, muitos anos atrás”, comentou.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!