Foto: reprodução / YouTube

O cantor e guitarrista John Mayer ofereceu duas dicas precisas para quem quer aprimorar sua forma de construir solos de guitarra, especialmente de blues. Os conselhos foram dados em uma live no Instagram, que um fã registrou e ainda divulgou no YouTube.

A partir do 31° minuto da live, John Mayer improvisou um solo de guitarra. Em seguida, citou as duas dicas que separou para ajudar seus fãs músicos a melhorar os solos de blues.

A primeira dica é: não gaste todas as suas cartadas no começo do solo. “Deixe espaço para o futuro do solo. Uma regra geral é que todo guitarrista quer subir de tom durante o solo, nunca descer. Acho que isso acontece porque existe um senso de narrativa no solo quando você sobe o tom”, afirmou.

Mayer citou Jerry Garcia como um bom exemplo de guitarrista que faz isso. “Acho que a maioria dos guitarristas entende, de forma instintiva, que se você vai fazer um solo, deve deixar o melhor para o final. Doyle Bramhall II é mestre nisso”, disse.

A segunda dica é definir bem as mudanças de acordes que vão promover a alteração na tonalidade de seu solo. “Você também deve decidir isso. Quando você toca um solo de blues… os melhores solistas definem suas mudanças de acorde. Se você realmente acentuar essa mudança, é como a fronteira final de ser um guitarrista”, comentou John Mayer.

O músico reforçou que grande parte da escala pentatônica, a mais usada no blues e até no rock de forma geral, é compartilhada pelos três acordes que são tocados – isso, claro, quando se trata de uma progressão de I-IV-V. “Se você isolar as notas desses acordes que sejam únicas para converter em mudanças, você vai conseguir satisfazer o ouvido”, concluiu.

A transmissão pode ser conferida a seguir (em inglês, sem legendas, com o trecho transcrito acima acontecendo a partir do 31° minuto):