Foto: MTV / divulgação

O violão utilizado por Kurt Cobain para a gravação do ‘MTV Unplugged’ de sua banda, o Nirvana, foi leiloado no último fim de semana. O valor obtido pelo leilão foi de US$ 6 milhões (cerca de R$ 31,5 milhões na cotação atual e em transação direta), seis vezes maior do que sua estimativa inicial de US$ 1 milhão.

Entre os recordes batidos pela venda, o violão se tornou o mais caro do mundo. Além disso, trata-se, agora, da guitarra (acústica ou elétrica) de maior valor da história. O instrumento é um modelo Martin D-18E 1959 – o sétimo dos 302 produzidos na história.

O comprador foi Peter Freedman, fundador da RØDE Microphones. “Quando soube que esse violão lendário estava para leilão, sabia que era uma oportunidade única para garanti-lo e usar como um veículo para destacar as lutas que os artistas sempre enfrentam. Nosso mercado foi abalado pela Covid-19”, afirmou ele, em comunicado, destacando que os músicos precisam ter melhores condições de trabalho.

Kurt Cobain usou o violão Martin em questão para gravar a participação do Nirvana no quadro ‘MTV Unplugged’, em Nova York, Estados Unidos, no dia 18 de novembro de 1993. A apresentação aconteceu cerca de 5 meses antes de sua morte – ele cometeu suicídio em abril de 1994, aos 27 anos. O registro do show foi lançado apenas no fim de 1994, no álbum e vídeo ‘MTV Unplugged in New York’.

O Martin D-18E 1959 é, por si só, raríssimo. Conforme destacado anteriormente, apenas 302 violões desse modelo foram feitos. Além disso, Cobain customizou sua unidade com captação Bertolini, o que o torna ainda mais incomum.

O instrumento acompanha um case hard-shell decorado por Kurt Cobain – com um flyer do álbum ‘Feel the Darkness’ (1990), do Poison Idea, banda de punk rock – e que traz adesivos de retirada de bagagem que não foram retirados dele até hoje, além do pacote original de cordas de aço, três palhetas e uma bag de camurça ‘stash’ com decoração.