Jornalistas especializados detalham as 10 guitarras mais importantes da história

As histórias dos instrumentos estão no livro Play It Loud: An Epic History of the Style, Sound & Revolution of the Electric Guitar

Os jornalistas especializados em música, Brad Tolinski e Alan di Perna, lançaram um livro onde contam a história dos instrumentos que mais influenciaram a evolução musical. Eles fizeram uma lista das dez guitarras mais importantes da história, começando na década de 1930.

Ro-Pat-In Electro A-25 “Frying Pan” (1932)

Foi a primeira guitarra elétrica a ser vendida. Apesar de ser desenhada para ser tocada no estilo havaiano, ou seja, com o músico sentado, ela também podia ser tocada em pé.

Gibson ES-150 (1936)

O primeiro modelo de guitarra que teve sucesso de vendas, ele caiu nas graças de guitarristas expoentes da época, como Eddie Durham, Floyd Smith e Charlie Christian. O “ES” do nome vem de Eletric Spanish e o 150 faz referência ao preço médio do instrumento.

Fender Telecaster (1951)

Trata-se da primeira guitarra com corpo sólido que alcançou o sucesso. O som desse instrumento revolucionou o mercado da música popular, prova disso é que até hoje a guitarra continua sendo fabricada.

Gibson Les Paul (1952)

Desenvolvida por Ted McCarty em parceria com o guitarrista Les Paul, o modelo foi o primeiro com corpo sólido vendido pela marca. Apesar de ser hoje um sucesso mundial, no início a guitarra não agradou muito e parou de ser fabricada em 1961. No final da década de 1960, o uso do instrumento por músicos como Eric Clapton e Keith Richards fizeram a Gibson reviver o modelo.

Gretsch 6128 Duo Jet (1953)

Foi o modelo inicial da Gretsch, lançado para concorrer com as guitarras de corpo sólido lançadas pela Gibson e Fender. O material dela veio, inicialmente, da operação de construção de baterias da marca e, por isso, ela só era produzida na cor preta.

Fender Stratocaster (1954)

Com o sucesso da Telecaster, Leo Fender lançou rapidamente a Strato, que foi o primeiro modelo a contar com três captadores. O corpo do instrumento foi desenhado para permitir o acesso às notas altas com mais facilidade e o instrumento se tornou um sucesso.

Rickenbacker 360/12 (1964)

A guitarra elétrica de doze cordas foi popularizada pelo guitarrista dos Beatles, George Harrison. Ele utilizou o instrumento em ocasiões como o filme A Hard Day’s Night e nas músicas “You Can’t Do That,” “I Should Have Known Better,” “I Call Your Name” e “Ticket to Ride”.

Van Halen Frankestein (1975)

Quando grandes marcas como Fender e Gibson começaram a diminuir a qualidade dos instrumentos na década de 1970, por causa de baixos investimentos, o guitarrista Edward Van Halen decidiu construir sua própria guitarra. Feita a mão pelo músico, o instrumento foi feito com partes de guitarras das marcas consagradas.

Paul Reed Smith Custom (1985)

Outro insatisfeito com o declínio das guitarras produzidas nos EUA, Paul Reed Smith decidiu fabricar seus próprios instrumentos. A qualidade das guitarras produzidas por ele era tamanha que músicos como Carlos Santana usavam os instrumentos.

Ibanez JEM (1987)

Pensada por Steve Vai, essa guitarra se tornou um dos maiores sucesso de venda da história.   

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!