Ozzy Osbourne e Tony Iommi
Publicidade
Cursos de guitarra

Durante uma conversa recente com o The Times, Ozzy Osbourne admitiu que trabalhar com o guitarrista Tony Iommi, seu colega de banda no Black Sabbath, não está entre suas atividades preferidas.

“Se eu gosto de trabalhar com ele? Na verdade, não. Se eu gosto dele como pessoa? Sim, eu o amo. Mas, se as pessoas me questionarem: ‘Havia um líder no Black Sabbath?’, então eu teria de dizer que era Tony Iommi, porque sem seus riffs de guitarra nós ainda estaríamos sentados em um ensaio perguntando: ‘O que fazemos agora?’”, diz Ozzy.

Black Sabbath vs. Carreira-solo

Publicidade

Osbourne acrescentou que ele “seguiu em frente” em relação ao Black Sabbath, dizendo sobre a turnê de despedida da banda: “Eu vou te contar como foi. É como quando você é mais novo e conhece uma garota, Susie. Você termina com ela e não a vê por 30 anos. Então ela está na cidade e você diz: ‘Oh, eu vou ligar para a Susie’, porque a sua memória só lembra as partes boas, tipo: ‘Eu me lembro daquela semana adorável’. Mas depois você volta e diz: ‘Esqueci os quatro anos em que eu era fodidamente miserável'”.

Ozzy ainda descreveu sua turnê-solo como “muito divertida”: “Estou no controle e é muito melhor. Tenho mais prazer em fazer os shows agora. Eu faço o que quero fazer”.

Possível reunião

Em junho, Tony Iommi afirmou que considera positiva uma possível reunião do Black Sabbath em 2022. Apesar das declarações acima, Ozzy Osbourne também teria revelado a intenção de que a banda tocasse nos Jogos da Commonwealth, que ocorrerá daqui a quatro anos em Birmingham, cidade natal do grupo, na Inglaterra.

“Acho que seria ótimo ajudar a representar Birmingham nos Jogos da Commonwealth. Estou pronto para isso! Então vamos ver o que acontece”, disse Iommi ao portal Birmingham Live.

Quer ficar por dentro das novidades sobre Ozzy? Então visite o site do artista.