Petrucci tocando ao vivo [Foto por Ralph Arvesen]

Durante um bate-papo com Rob Chapman, John Petrucci falou sobre o aspecto técnico da música do Dream Theater e deu detalhes sobre seu processo de composição.

“Aqui está todo o lance: sei que muitos ouvintes que apreciam a música do Dream Theater gostam do aspecto técnico de nossa música, mas o importante é que ela vem de um lugar muito genuíno e natural”, diz.

Publicidade
Posters – Combo

Esforço divertido

“Antes de assinarmos com uma gravadora ou algo assim, esse era o tipo de música que curtíamos escrever. Nós realmente gostamos, então todos os caras da banda continuaram a se esforçar tecnicamente – e isso é divertido. É como dirigir um carro rápido… É muito divertido fazer música técnica e desafiar um ao outro”, conta Petrucci.

Leia também: John Petrucci: “Eu não ouço novas bandas”

Perguntado sobre quais momentos do cotidiano o inspiram a compor melhor, o músico afirmou que não há um padrão definido. “É tudo diferente. O engraçado é que às vezes a música só bate em você. Às vezes acontece quando você está brincando com um equipamento, e é por isso que sou tão nerd e amo amplificadores e guitarras”.

Petrucci continuou: “Às vezes é por causa de uma falta enorme de sono… Ou você está em algum estado de sonho estranho e de repente toda essa música entra. Às vezes é apenas estar com ótimos músicos, sabe. Todos os caras da banda são supercriativos. Eles são realmente generosos. Há muita química e sinergia na forma como interagimos, sempre estamos todos sorrindo e se divertindo”.

Quer ficar atento às novidades sobre John Petrucci? Então visite o site do guitarrista.