Ray Suhy diz que usa Ibanez RG tanto no death metal quanto no jazz

O guitarrista Ray Suhy, do Six Feet Under, revelou usar a mesma guitarra Ibanez RG tanto na banda de death metal quanto em seu projeto paralelo de jazz.
Foto: reprodução / YouTube

O guitarrista Ray Suhy, do Six Feet Under, chamou atenção ao revelar o equipamento usado para gravar o álbum ‘Transcendent’, com seu projeto de jazz, o Ray Suhy / Lewis Porter Quartet. O músico destacou que sua Ibanez RG está presente tanto nos trabalhos do grupo de jazz quanto nos de sua banda principal, de death metal.

“Quando as pessoas pensam em guitarras de jazz, pensam em corpos ocos ou semi-ocos, que eu amo e provavelmente usarei em algum momento. Porém, para mim, não tem a ver com isso, desde que eu obtenha o som que desejo”, disse Suhy, inicialmente.

Em seguida, o músico falou sobre sua Ibanez RG, usada no álbum ‘Transcendent’. “É um modelo de madeira exótica. Meses antes, eu a usei em uma turnê pela Europa tocando death metal com o Six Feet Under. Só mudou a configuração”, afirmou.

Ray Suhy pontuou que não é do tipo que coleciona várias guitarras. “Tenho quatro Ibanez que uso e é isso. Testei várias guitarras ao longo dos anos e algo não parecia certo. Não conseguia tirar certos sons delas. Há 2 anos, na NAMM, peguei uma Ibanez e curti. O braço, a forma que elas soam, o jeito que posso palhetar nela… tudo soa natural e mais confortável”, disse.

O guitarrista não esconde que Ibanez é a sua marca predileta desde então. “Essas guitarras facilitam muito o meu trabalho. Gosto muito dos corpos em mogno. É a minha tonalidade favorita. E gosto dos trastes jumbo, são cruciais para o que faço”, afirmou.

Em seguida, ele revelou usar captadores DiMarzio Air Norton e Tone Zone. “Usei captação ativa por muito tempo e quando voltei para os passivos, fiquei pensando: ‘o que eu estava fazendo?’. Captação passiva tem um ataque mais natural e uma sonoridade vinda mais da madeira, que ajuda quando toco sons limpos, tonalidades solo ou sons de metal insanos”, disse.

Quanto aos pedais, ele declarou que são 5 ou 6 no Six Feet Under e 4 no Ray Suhy / Lewis Porter Quartet. As cordas são Dunlop 0.11 para a banda de death metal e 0.10 para o projeto de jazz, que, no novo álbum, contou com amplificador Fender Deluxe.

No campo dos pedais, ele destaca o Eventide H9 para ambos os projetos, além de Maxon OD808 e Fulltone Full-Drive 2 para o projeto de jazz e, no Six Feet Under, pedais da Fortin (Grind e Zuul) e Mesa Boogie High-Wir buffer.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!