Cordas leves: o ensinamento que B.B. King repassou a Billy Gibbons, do ZZ Top

O vocalista e guitarrista do ZZ Top, Billy Gibbons, revelou um ensinamento que recebeu de B.B. King, lenda do blues que faleceu em 2015: o uso de cordas leves e finas, em calibre .008.
Foto: divulgação

O vocalista e guitarrista do ZZ Top, Billy Gibbons, revelou um ensinamento que recebeu de B.B. King, lenda do blues que faleceu em 2015: o uso de cordas leves e finas. A declaração foi dada em entrevista ao canal do Sweetwater no YouTube, com transcrição do Ultimate Guitar.

Billy Gibbons contou que usa cordas .008 há anos, desde a recomendação de B.B. King. “Tive o privilégio de compartilhar um camarim com B.B. King e ele pediu para tocar na minha guitarra um pouco. Na época, eu ouvia aqueles músicos de blues de sonoridades grandes, então, usava cordas bem grossas”, afirmou, inicialmente.

O frontman do ZZ Top destacou que só foram necessários alguns segundos até que o “rei do blues” o questionasse. “Ele olhou para mim de forma interrogativa e disse: ‘por que você está se esforçando tanto?’. Eu não entendi, aí ele explicou que as cordas eram tão grossas. Eu perguntei: ‘não é isso que precisa para chegar àquele som grandioso e raivoso?'”, contou.

A resposta de B.B. King, nas palavras de Billy Gibbons, foi bastante explicativa. Ele disse que, no passado, quando só tinha um tipo de corda disponível, a Black Diamond de apenas um calibre, os músicos faziam um truque: jogavam fora a mizona, subiam as outras cordas e colocavam uma de banjo para ser a mizinha, deixando tudo mais leve.

Jim Dunlop, da empresa Dunlop, aceitou o desafio de fazer cordas mais leves, de acordo com B.B. King. Foi aí que nasceram as cordas .008 e até .007.

Ou seja: nunca foi necessário usar cordas grossas para tirar o som que grandes músicos do blues conseguem fazer. Os grandes ídolos de Billy Gibbons usavam calibre .008, então, por que ele não deveria utilizar?

Outro grande músico que tira sonoridades grandiosas com cordas leves é Tony Iommi, do Black Sabbath – e ele foi lembrado durante a entrevista. Por não ter as pontas dos dedos de uma das mãos, Iommi sempre fez uso de calibres mais finos. Para deixar ainda mais confortável de se tocar, ele afinava a guitarra em tonalidades mais graves.

“As pessoas me perguntam se eu não tenho problema em usar uma palheta tão pesada como a minha Mexican Peso em cordas tão leves. Mas isso não acontece com a liga feita no México. Uso as cordas Rev. Willy’s Mexican Lottery Brand”, concluiu Billy Gibbons.

A entrevista pode ser conferida na íntegra no vídeo a seguir (em inglês e sem legendas):

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!