Foto: reprodução / YouTube

Em mais um experimento curioso envolvendo instrumentos na internet, um luthier resolveu criar uma guitarra de concreto – pelo menos o corpo, já que o braço é de madeira. A obra é de Johnny Brooke, da americana Crafted, e o vídeo com o resultado está ao fim desta página.

O processo de construção da guitarra não foi nada fácil. Inicialmente, Brooke precisou fazer um molde de silicone para o concreto, usando o corpo de uma guitarra barata como modelo, cercando com uma fita de alumínio e papelão.

Em seguida, foi despejado um galão de silicone na forma. O luthier, então, misturou concreto com água até chegar a uma consistência parecida com a de uma “massa de panqueca” e colocou no molde, tirando bolhas e deixando a superfície lisa.

O processo de secagem foi tão demorado que levou dias para endurecer dentro do molde e cerca de 10 meses fora dele. Porém, o trabalho ficou um pouco mais fácil – e semelhante com o de uma guitarra tradicional – depois disso.

Após lixar e selar o corpo, por vezes com equipamentos específicos para usar-se no concreto, Johnny Brooke montou os componentes e trabalhou na finalização, em modelo Stratocaster. Os captadores, em configuração HSS, são os Mad Hatter Terminator System.

A guitarra ficou literalmente pesada, com mais de 8 quilos antes da entrada dos componentes eletrônicos. Apesar de ser bem complicada de se usar em pé, o instrumento apresentou uma sonoridade bem semelhante aos tradicionais, de madeira.

O luthier concluiu, dessa forma, que a madeira utilizada na produção de uma guitarra não faz muita diferença. Na visão dele, captadores e amplificadores são os elementos que mais causam variações no som, além do componente humano de quem está tocando.

Veja, a seguir, o vídeo completo da montagem da guitarra de concreto: