Marcelo Barbosa faz “reacteaching” de “Ele Vive”, do Oficina G3 com Mateus Asato

Em publicação, guitarrista dissecou diversos aspectos da harmonia, solo e riffs da música
Marcelo Barbosa

Em vídeo postado no seu canal no YouTube, o guitarrista Marcelo Barbosa, do Angra, fez uma análise detalhada da canção “Ele Vive”, lançada pelo Oficina G3, com participação de Mateus Asato. A publicação faz parte da série “reacteaching”, onde o músico ouve pela primeira vez uma determinada faixa enquanto analisa aspectos da harmonia, solo e riffs. Assista ao resultado no player incorporado ao final da matéria.

No começo da análise, Marcelo Barbosa explicou um pouco sobre a construção do riff principal. “Ele começa fazendo esse riff em oitavas. Isso soa muito mixolídio, porque tem a sétima menor, mas tem também a terça maior. Essa introdução segue um esquema de pergunta e resposta. Você apresenta uma ideia, depois faz uma variação, depois apresenta novamente a ideia e vem com uma finalização”, comentou.

Marcelo Barbosa também identificou uma “surpresa” durante o pré-refrão, onde a música faz uso de um empréstimo modal para o Em (eólio). Quando chega o refrão, o guitarrista dissecou todos os acordes utilizados e explicou como a guitarra se relaciona com o baixo.

“Esse refrão é bem modal. O baixo fica segurando o E, apesar da guitarra mudar os acordes. Se analisarmos as funções, tem o GM… Eu o encararia como um empréstimo de Em de novo. Agora, o F# é curioso, porque não vejo muito você pegar dois acordes seguidos de empréstimo modal de modos diferentes. Então, pode ser uma dominante secundária”, explicou.

O reacteaching de Marcelo Barbosa

Durante a análise do solo de Mateus Asato, Marcelo Barbosa disse que o músico é um dos “maiores guitarristas da atualidade”. “Esse solo é muito legal. Está em Em, mas o acorde está em E. A harmonia do solo é específica dessa parte. Ele usa um F lídio, que pode ser um empréstimo de E frígio. Ele toca uma tríade aberta também, muito interessante”, continua.

Ao final do vídeo, Marcelo Barbosa elogiou a performance do Oficina G3 e de Mateus Asato. “Todos estão detonando, como era o esperado. O visual da produção também está lindo. Essa música é muito empolgante, gostei para caramba. Parabéns para meus amigos do Oficina G3 e para o Mateus Asato”, finalizou.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Os conteúdos mais relevantes para os apaixonados por guitarra em um único lugar. Aproveite, é grátis mas por tempo limitado.