Discografia de Slash: conheça os principais álbuns da carreira do guitarrista

Músico fez história com o Guns N’ Roses, mas seus trabalhos incluem também Velver Revolver, discos como Myles Kennedy e muito mais
slash
Foto: Mark Weiss / divulgação

Saul Hudson, mais conhecido como Slash, é um dos guitarristas mais icônicos e importantes do mundo. Certamente, seus trabalhos mais famosos são com o Guns N’ Roses, mas a discografia de Slash vai muito além e inclui álbuns com Myles Kennedy, Velvet Revolver e muito mais! Confira a lista reunida pela Guitarload abaixo.

Discografia de Slash: com o Guns N’ Roses

Appetite for Destruction (1987)

Não há dúvidas de que o ponto alto da discografia de Slash é seu trabalho com o Guns N’ Roses e “Appetite for Destruction” marca a estreia dessa banda que revolucionou o hard rock no final dos anos 1980.

Indiscutivelmente o maior sucesso de sua carreira, o álbum apresenta registros icônicos, como “Sweet Child O’ Mine”, “Welcome to the Jungle” e “Paradise City”, que são cultuados até hoje e lembrados pelos riffs e solos de Slash. Vale lembrar que todos os seus registros com a banda saíram pela gravadora Geffen.

GN’R Lies (1988)

Já no ano seguinte, Slash lança com o Guns N’ Roses o álbum “GN’R Lies”, recheado de sucessos e com a presença de um dos maiores clássicos da banda: “Patience”, que já está chegando aos 250 milhões de plays no Spotify.

Outras músicas que fazem do álbum um dos mais importantes da discografia de Slash são “One in a Million” e “Used to Love Her”, que são retratos de um dos períodos mais criativos do guitarrista.

Use Your Illusion I (1991)

Lançado em 1991, “Use Your Illusion I” saiu de ao mesmo tempo que “Use Your Illusion II”, sendo que os dois são tidos como um álbum duplo. O destaque fica com “November Rain”, que apresenta quase 9 minutos de duração e mostra Slash em plena forma.

O disco traz ainda o cover de “Live and Let Die”, de Paul McCartney, e traz Slash tocando piano em algumas faixas. Também é nítida a influência de gêneros como blues e country. Outro clássico presente no álbum é “Don’t Cry”, canção icônica na discografia do Guns N’ Roses.

Use Your Illusion II (1991)

O álbum “Use Your Illusion II”, por sua vez, tem como destaque maior o hit “Knockin’ On Heaven’s Door”, originalmente escrito por Bob Dylan e que ganhou uma roupagem nova com a voz de Axl Rose e as guitarras de Slash.

Também há uma versão alternativa de “Don’t Cry” e outras músicas bastante famosas da banda, como “Civil War”, “Yesterdays”, “You Could Be Mine” e “Estranged”.

The Spaghetti Incident? (1993)

Quinto disco do Guns N’ Roses e último com Slash nas guitarras, “The Spaghetti Incident?” é um álbum com covers de bandas de punk e rock dos anos 1970 e 1980. Os hits “Since I Don’t Have You”, originalmente lançados pelos The Skyliners, e “Ain’t It Fun”, dos Dead Boys, são os maiores sucessos comerciais do trabalho.

Discografia de Slash com Slash’s Snakepit

It’s Five O’Clock Somewhere (1995)

Após deixar o Guns N’ Roses, Slash criou a banda Slash’s Snakepit, que lançou seu debut “It’s Five O’Clock Somewhere” no ano de 1995. Com sucesso comercial razoável, apresenta a grande maioria de suas músicas composta por Slash sozinho ou em parceria com um dos membros da banda, como o baterista Matt Sorum ou o vocalista Eric Dover.

Os maiores sucessos do disco incluem “Neither Can I”, “Beggars & Hangers-On” e “Dime Store Rock”. O álbum também saiu pela gravadora Geffen, mesma de sua época do Guns.

Ain’t Life Grand (2000)

Lançado pelo selo Koch Internacional, “Ain’t Life Grand” marca o segundo e último registro do Slash’s Snakepit e saiu no ano de 2000. Os singles foram “Been There Lately” e “Mean Bone”, mas apesar de ter Slash como guitarrista, o disco não foi um grande sucesso comercial. Prova disso é que nenhuma de suas músicas atingiu a marca de 1 milhão de reproduções no Spotify.

Discografia de Slash com Velvet Revolver

Contraband (2004)

O Velvet Revolver apresenta em sua formação três ex-membros do Guns N’ Roses, já que além de Slash, fazem parte do grupo o baterista Matt Sorum e o baixista Duff McKagan. Com Scott Weiland nos vocais, “Contraband” foi lançado pela RCA e marca um dos grandes sucessos da discografia de Slash na era pós-Guns.

A power ballad “Fall to Pieces” e o hit “Slither” são as duas faixas de maior sucesso comercial do registro e vale lembrar que a grande maioria das músicas foram escritas pela banda de maneira conjunta.

Libertad (2007)

Da mesma forma que ocorreu na banda Slash’s Snakepit, o Velvet Revolver encerrou as atividades após dois discos de estúdio lançados. Dessa forma, “Libertad”, que também foi lançado pela RCA, não teve o mesmo sucesso do álbum anterior, mas é possível pinçar alguns sucessos, como “She Builds Quick Machines”, que apareceu no game Nascar 08 e ganhou até mesmo um videoclipe na época.

Discografia de Slash: Solo

Slash (2010)

A discografia de Slash apresenta diversas participações especiais e muitas bandas, mas o álbum que leva o codinome do guitarrista é o único considerado como de sua carreira solo. Lançado em conjunto pela EMI, Roadrunner e Universal Music, o registro conta com participação de nomes icônicos como Ozzy Osbourne, Chris Cornell, Lemmy Kilmister e Iggy Pop.

Entre os maiores sucessos de “Slash” estão as faixas “Gotten” (com Adam Levine), “Beautiful Dangerous” (com Fergie) e “Starlight” (com Myles Kennedy).

Discografia de Slash com Myles Kennedy e The Conspirators

Apocalyptic Love (2012)

Marcando a estreia definitiva da banda que surgiu da colaboração de Slash com o vocalista Myles Kennedy (Alter Bridge), “Apocalyptic Love” saiu pela Dik Hayd. Ao contrário do primeiro registro solo, que contou com diversos cantores, agora apenas Kennedy ficou no posto e a dupla foi responsável por compor todo o repertório.

Entre os maiores sucessos estão “Anastasia”, disparado o grande hit do trabalho, e outros momentos importantes como “You’re A Lie” e “Halo”. O sucesso encorajou a banda a prosseguir e lançar novos álbuns sob o nome “The Conspirators”.

World On Fire (2014)

Lançado pela Roadrunner e pela Dik Hayd, “Word On Fire” é o segundo trabalho da discografia de Slash sob o nome de Slash featuring Myles Kennedy and the Conspirators. Com a presença dos tradicionais riffs e solos do guitarrista, o álbum tem como sucessos comerciais a música que dá nome ao trabalho, além de “Bent To Fly” e “Dirty Girl”.

Living the Dream (2018)

Contando com Slash e Myles Kennedy, além de Todd Kerns (baixo), Brent Fitz (bateria) e Frank Sidoris (guitarra rítmica), “Living the Dream” saiu pela Snakepit e Roadrunner e foi produzido por Michael “Elvis” Baskette.

Menos inspirado que os registros anteriores, não deixou de apresentar sucessos, como “Driving Rain” e “Mind Your Manners”. Todas as faixas foram compostas pela dupla Slash e Myles Kennedy.

4 (2022)

Batizado simplesmente de “4”, o quarto registro de Slash com Myles Kennedy foi o primeiro disco da história lançado pela então recém-criada gravadora Gibson. Vale lembrar que a icônica marca de guitarra americana é companheira de longa data de Slash.

Produzido por Dave Cobb, “4” foi parcialmente escrito durante a pandemia de Covid-19, que chegou a complicar um pouco as gravações. Com a totalidade das faixas novamente composta pela dupla, destacam-se os hits “The River is Rising” e “Fill My World”.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Os conteúdos mais relevantes para os apaixonados por guitarra em um único lugar. Aproveite, é grátis mas por tempo limitado.