Foto: reprodução / Facebook

Muitos guitarristas nunca perceberam que uma das músicas mais icônicas do Black Sabbath, a lendária ‘Iron Man’, tem suas guitarras soando ligeiramente desafinadas. Há uma explicação técnica para isso, encontrada pelo youtuber do canal ‘The Art of Guitar’.

A mudança na afinação começa a ser sentida por volta de 1min13seg da música original, quando o tom da guitarra de Tony Iommi entra em contraste com o baixo de Geezer Butler. “O resto do riff soa ok, mas isso volta em 1min20seg e soa diferente. É como se a guitarra estivesse quase meio tom abaixo em comparação ao baixo”, afirmou o youtuber.

De acordo com o vídeo, a razão para essa ligeira desafinação está nas cordas usadas por Iommi. O lendário músico do Black Sabbath sofreu, ainda na década de 1960, um acidente que tirou as pontas de seus dedos. No lugar, ele utiliza próteses.

“Como todo guitarrista, a primeira coisa que fiz foi culpar o baixista. Comecei a tocar junto da música e percebi que a minha guitarra estava com a afinação correta em comparação ao baixo. Foi aí que percebi que a guitarra de Tony estava um pouco fora”, disse.

Ouça ‘Iron Man’, do Black Sabbath:

O youtuber destacou que utilizou um afinador para descobrir onde, exatamente, se posicionavam as notas de Tony Iommi naquela passagem de ‘Iron Man’. Ele descobriu que estava “quase 50 centavos acima da nota normal”.

“Como todos sabem, Tony Iommi sofreu um acidente de trabalho e perdeu as pontas de dois dedos. Ele teve que usar próteses e seus dedos ficaram mais sensíveis, o que o fez migrar para cordas mais finas. Dizem que ele usava cordas 0.08”, afirmou.

Tony Iommi e as cordas finas

As cordas mais finas podem trazer alguns problemas para guitarristas, conforme o vídeo aponta. “Um deles é quando você faz um bend: é muito fácil dar bend e até exagerar nele, porque as cordas são muito leves. Além disso, quando você coloca muita pressão ao fazer um acorde, corre o risco de deixar a nota um pouco fora do tom”, disse.

Por isso, é possível perceber que há uma distorção de tom em alguns acordes e notas tocados por Tony Iommi. Todavia, ele aponta que isso está muito longe de ser o “fim do mundo”. “Esse detalhe faz esse riff, essa banda e essa era da música tão especiais. Hoje, alguma banda ouviria isso e diria: ‘oh, precisamos consertar isso’. Para mim, esse pequeno erro é especial, diferente de muitas coisas que são perfeitinhas demais na atualidade”, afirmou o youtuber.

Veja: