A lúcida opinião de Alex Skolnick sobre o revolucionário Yngwie Malmsteen

Alex Skolnick

Enquanto uns enxergam Yngwie Malmsteen como gênio e revolucionário da guitarra, outros dizem que suas músicas apresentam muita técnica, mas pouco feeling. Em novo capítulo desse longo debate, Alex Skolnick, guitarrista do Testament, deu sua opinião sobre o polêmico assunto.

Dentre os vários pontos destacados por Alex Skolnick, chama atenção seu reconhecimento da originalidade do guitarrista sueco. “Quando ele apareceu, ninguém soava como ele”, observou. “Não haveria Paul Gilbert nem Buckethead sem Malmsteen”.

Na entrevista concedida ao 2020’d Podcast, com trechos transcritos pela Ultimate Guitar, Skolnick explicou que um dos grandes méritos de Malmsteen foi ter iniciado um movimento original na guitarra, que ficou conhecido como neoclássico.

Embora considere que o músico esteja em um “outro nível técnico”, Alex Skolnick explica que o grande desafio é balancear técnica e alma. “Existem músicas que trabalham a emoção, outras exigem mais habilidade. Se as duas coisas andam juntas, não vejo problema”.

Por fim, o músico do Testament explicou que foi influenciado por outros guitarristas técnicos como Eddie Van Halen. O importante, segundo ele, é fazer com que a técnica se “encaixe” na música.

“Os grandes guitarristas nunca se esquecem disso. Alguns, infelizmente, parecem esquecer desse fato. Eu sempre vou dar preferência por uma melodia memorável, algo que se encaixe na música”, observa.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe o seu comentário

Publicidade

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Informação, entrevistas, lançamentos e muito mais!