O dia que Marty Friedman foi aconselhado a nunca mais tocar ou perder o braço

Guitarrista famoso pelo seu trabalho no Megadeth estava prestes a gravar o icônico álbum “Rust In Peace” quando soube da notícia

O guitarrista Marty Friedman é uma das grandes referências do mundo da guitarra, mas quem ouve seu legado hoje em dia pode não imaginar que o músico quase precisou pendurar as palhetas.

Em entrevista publicada pelo canal Metal Cuts, Marty Friedman relembrou os tempos em que iniciou sua jornada no Megadeth e comentou sobre o tenso período que antecedeu a gravação do clássico “Rust in Peace”. Segundo o guitarrista, seu braço sofria com um problema de tendões e os médicos recomendaram que ele parasse imediatamente ou corria o risco de perder o braço.

“Quando me juntei ao Megadeth, os médicos me disseram que nunca poderia tocar guitarra novamente. Meus tendões do braço direito estavam totalmente mortos. Os médicos falaram que se eu não parasse de tocar guitarra, poderia perder meu braço. Estava prestes a gravar minhas partes de guitarra para o ‘Rust in Peace’. Não queria saber! Ia gravar de qualquer jeito! Eles sabiam que eu não iria aceitar o conselho, então me disseram para eu só tocar quando for absolutamente necessário. Não treinar, tocar só quando fosse para valer e ir embora o mais rápido possível”, disse.

Marty Friedman e o Megadeth

Ainda segundo Marty Friedman, o fato de conseguir gravar praticamente sozinho suas partes de guitarra em “Rust in Peace” facilitou o processo, já que ele queria manter em segredo sua condição física.

“Por sorte, não tinha muita gente no estúdio enquanto eu estrava gravando. Não queria que ninguém soubesse que tinha algo errado, sabe? Fiz o melhor que pude tocando a menor quantidade de tempo possível. Sempre descansava, depois fiz um tratamento no braço e voltei com tudo”, concluiu Marty Friedman.

Curtiu? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Top 5 da semana

Grátis!

Leia agora, a nova edição da revista Guitarload!

Os conteúdos mais relevantes para os apaixonados por guitarra em um único lugar. Aproveite, é grátis mas por tempo limitado.