Foto: Richard W. Strauss / Smithsonian Institution

Eddie Van Halen, um dos gigantes da guitarra, nos deixou na última terça-feira (6). Em sua homenagem, resgatamos uma entrevista de 2015, ao site da revista ‘Billboard’, onde ele revela seus guitarristas e riffs favoritos.

As difíceis perguntas foram recebidas com uma resposta inicial de Eddie, dizendo: “Há milhões de riffs. Reviro meu cérebro tentando pensar. Obviamente, não posso mencionar um dos meus, certo? (risos)”.

Em seguida, ele citou seu primeiro riff favorito: ‘Into the Void’, criado por seu amigo Tony Iommi. A música está no álbum ‘Master of Reality’ (1971), do Black Sabbath.

Depois, a escolha foi por ‘Sunshine of Your Love’, concebido pelo ídolo Eric Clapton para o Cream. Embora Clapton seja obviamente o guitarrista, o riff foi criado por Jack Bruce, baixista da banda, após assistir a um show de Jimi Hendrix.

‘Burn’, do intempestivo e genial Ritchie Blackmore, foi o terceiro riff selecionado por Eddie. A faixa dá título ao álbum do Deep Puprle de 1974, com as estreias de David Coverdale e Glenn Hughes.

A quarta e última escolha de riff preferido de Eddie Van Halen foi ‘Down Payment Blues’, do AC/DC. Eddie comenta que o também saudoso Malcolm Young tem uma das performances favoritas dele de todos os tempos nessa música.

Eddie Van Halen nos deixou

A morte de Eddie Van Halen foi confirmada pelo filho do músico, o baixista Wolfgang Van Halen, na última terça-feira (6).

“Ele foi o melhor pai que eu poderia pedir. Todo momento que compartilhei com ele, dentro e fora do palco, foi um presente. Meu coração está partido e acho que nunca irei me recuperar dessa perda por completo”, afirmou.

Eddie lutava contra um câncer na garganta há cerca de 5 anos, de acordo com o site TMZ. Wolfgang confirmou que o pai faleceu lutando contra um tumor, mas não especificou em qual parte do corpo.

O Van Halen foi uma das maiores bandas de rock da história. Vendeu mais de 80 milhões de discos no planeta e foi responsável por influenciar uma série de músicos e grupos no futuro.

O grande catalisador dessa influência foi Eddie Van Halen, que praticamente revolucionou a forma de se tocar guitarra. Além de introduzir novas técnicas, Eddie foi um grande experimentador de timbres e formatos, além de ser multi-instrumentista.